Quase 100 pessoas sequestradas num ataque no noroeste da Nigéria

Agência Lusa , AM
22 nov, 09:41
Nigéria (Associated Press)

Ataque ocorreu em várias cidades do estado de Zamfara, como Kanwa ou Maradun, bem como em aldeias

Quase uma centena de pessoas foi sequestrada no fim de semana no noroeste da Nigéria, durante um ataque de homens armados ainda não identificados, informou esta terça-feira um líder da sociedade civil.

"Muitas das pessoas sequestradas são mulheres e crianças, incluindo alguns bebés", disse o secretário da Coligação de Grupos da Sociedade Civil Zamfara, Attahiru Muhammed.

O ataque ocorreu em várias cidades do estado de Zamfara, como Kanwa ou Maradun, bem como em aldeias.

Segundo Muhammed, os agressores chegaram em grande número a essas cidades, onde entraram nas casas para sequestrar as pessoas.

“Muitas pessoas abandonaram as cidades e aldeias. Os agricultores também abandonaram as suas plantações”, disse o representante da sociedade civil.

"Alguns fugiram para Gusau (capital do estado de Zamfara), enquanto outros preferiram fugir para outros estados devido à falta de segurança. A situação está muito má agora", lamentou Muhammed.

Os estados centrais e do noroeste da Nigéria estão sob ataques implacáveis de "bandidos", um termo usado localmente para gangues criminosos que cometem assaltos em massa, roubos e sequestros em troca de resgates lucrativos.

No início deste mês, um grupo armado sequestrou pelo menos 70 pessoas nas cidades de Zurmi, Bukkuyum, Bungudu e Maru, também localizadas no estado de Zamfara.

A violência continua apesar das repetidas promessas do presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, de acabar com o problema e do envio de forças de segurança adicionais para a área.

África

Mais África

Patrocinados