10 factos surpreendentes sobre Nelson Mandela que provavelmente não sabia

CNN , Faith Karimi (artigo originalmente publicado em 2013)
18 jul, 08:00
Nelson Mandela

O Dia Internacional Nelson Mandela é celebrado todos os anos a 18 de julho, data do seu nascimento

Nelson Mandela era amado e admirado por todo o mundo, caracterizado em livros e filmes, e inundado de prémios e elogios.  Mas mesmo a mais pública das personalidades tem factos pouco conhecidos enterrados nas suas biografias.

Eis 10 factos surpreendentes que provavelmente não sabia sobre o Nelson Mandela:

1. O verdadeiro nome

O nome de nascimento de Mandela era Rolihlahla. Na sua tribo Xhosa, o nome significa puxar o ramo de uma árvore ou arruaceiro. O nome "Nelson" foi-lhe dado pelo professor no seu primeiro dia de escola primária. Não é claro porque escolheu este nome em particular. Estávamos na década de 1920, e as crianças africanas recebiam nomes ingleses para que os patrões coloniais pudessem pronunciá-los facilmente.

2. Teve uma breve participação num filme de Spike Lee

Participou no filme biográfico "Malcolm X" de Spike Lee em 1992. No fim do filme, interpreta um professor a recitar o famoso discurso de Malcolm X para uma sala cheia de crianças de uma escola no Soweto. Mas o pacifista Mandela não diria "por todos os meios necessários".  Então, Lee passou para imagens de Malcolm X no fecho do filme.

3. Há um pica-pau com o seu nome

Da Cidade do Cabo à Califórnia, as ruas com o nome de Mandela abundam. Mas também tem sido alvo de algumas homenagens invulgares. Cientistas deram-lhe o nome de um pica-pau pré-histórico: Australopicus nelsonmandelai. Em 1973, o Instituto de Física da Universidade de Leeds batizou uma partícula nuclear "Partícula de Mandela".

4. Casou-se com uma primeira-dama

Antes de dar o nó com Mandela no seu 80º aniversário, Graça Machel casou-se com o Presidente moçambicano Samora Machel. O seu casamento com Mandela após a morte do marido significa que foi a primeira-dama de duas nações.

5. Era um mestre do disfarce

Quando Mandela iludiu as autoridades durante a sua luta contra o Apartheid, disfarçou-se de várias maneiras, incluindo de motorista. A imprensa apelidou-o de "O Pimpinela Negro" por causa das suas táticas de evasão policial. "Tornei-me uma criatura da noite. Eu mantinha-me no meu esconderijo durante o dia, e emergia para fazer o meu trabalho quando escurecia", diz na sua biografia, "Um Longo Caminho para a Liberdade".

6. Um desporto sangrento intrigava-o

Além da política, a outra paixão de Mandela era o boxe. "Não gostava da violência do boxe. Interessava-me mais a ciência - como se move o corpo para se proteger, como se usa um plano para atacar e recuar, e como nos comportamos num combate", dizia na sua biografia.

7. O seu prato preferido provavelmente não é o seu

Foi convidado para jantares e almoços por líderes de todo o mundo. Mas Mandela adorava os simples prazeres de uma refeição tradicional. Uma das suas  refeições favoritas era tripas, que são servidas em muitas culturas africanas.

8. Demitiu-se do seu emprego diurno

Estudou Direito na Universidade de Witwatersrand em Joanesburgo e abriu a primeira firma de advocacia negra do país na mesma cidade em 1952.

9. Estava na lista de vigilância de terroristas dos EUA

Mandela só foi removido da lista de vigilância terrorista dos EUA em 2008, aos 89 anos. Ele e outros membros do Congresso Nacional Africano foram colocados na lista por causa do combate militante contra o Apartheid.

10. Inspirou-se num poema

Enquanto estava na prisão, Mandela lia "Invictus" de William Ernest Henley a outros prisioneiros. O poema, sobre nunca desistir, fez sentido para em Mandela nos versos "Sou o mestre do meu destino. Eu sou o capitão da minha alma”. Talvez se recorde do filme com o mesmo nome, “Invictus”, protagonizado por Morgan Freeman no papel de Mandela.

África

Mais África

Patrocinados