Jack Dorsey, fundador do Twitter, renuncia ao cargo de diretor executivo da rede social

Beatriz Céu , (atualizada às 17:26)
29 nov 2021, 16:09
Jack Dorsey/Twitter (Reuters)
Jack Dorsey/Twitter (Reuters)

De acordo com a imprensa internacional, a decisão prende-se com o facto de Dorsey dirigir, ao mesmo tempo, a empresa de pagamento digitais Square

PUB

O fundador da rede social Twitter, Jack Dorsey, renunciou, esta segunda-feira, ao cargo de diretor-executivo daquela plataforma.

"Depois de 16 anos a desempenhar um papel na nossa empresa... de co-fundador para diretor-executivo, de presidente para presidente-executivo e de diretor-executivo interino para diretor executivo... decidi que está na altura de finalmente sair", anunciou Dorsey, num texto publicado no Twitter.

PUB

Aos 45 anos, Dorsey diz que a rede social que ajudou a fundar "está pronta para seguir em frente sem os seus fundadores". A empresa já tem, aliás, um sucessor para ocupar o cargo de diretor-executivo, nomeado pelo conselho - trata-se de Parag Agrawal, até então diretor da tecnologia da rede social.

"A empresa colocou em prática um processo muito rigoroso, tendo em consideração todas as opções disponibilizadas, e nomeou Parag de forma unânime", disse Jack Dorsey, na mesma publicação, acrescentando que confia em Parag a 100% para lhe suceder na direção da empresa.

Dorsey ocupava o cargo de diretor-executivo do Twitter desde 2006, tendo sido afastado dois anos depois pelo conselho executivo da rede social, que justificou a decisão pela sua incapacidade de resolver um problema de interrupção persistente que provocava diariamente o entrave do serviço da plataforma. Em 2015, Dorsey regressou à direção do Twitter, sucedendo a Dick Costolo, que renunciou ao cargo, e, desde então, as ações do Twitter registaram um aumento de 85%. 

PUB
PUB
PUB

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados