Sea Watch resgata 210 migrantes e denuncia mais um naufrágio. "Muitos precisam de cuidados médicos urgentes"

Agência Lusa , BCE
11 abr, 09:13
Migrantes no Mediterrâneo (AP Photo/Bruno Thevenin)

Esta ONG denunciou que apenas na semana passada mais de 100 pessoas morreram em naufrágios no Mediterrâneo central

O navio da Sea Watch resgatou cerca de 210 migrantes nas últimas 24 horas e relatou o desaparecimento de várias dezenas de pessoas após um novo naufrágio no Mediterrâneo central, declarou esta segunda-feira a organização não-governamental (ONG).

A Sea Watch informou nas suas redes sociais que num dos resgates realizados pelo navio Sea Watch 3, no domingo, conseguiu salvar 34 pessoas, muitas das quais tinham caído ao mar devido ao naufrágio da embarcação em que viajavam. Os sobreviventes contaram que havia 53 migrantes no barco quando deixaram a Líbia.

Este foi o quinto resgate realizado pela ONG em 24 horas e, no total, 210 migrantes foram resgatados.

"Muitos precisam de cuidados médicos urgentes", acrescentaram os elementos da Sea Watch.

Esta ONG denunciou que apenas na semana passada mais de 100 pessoas morreram em naufrágios no Mediterrâneo central. A chegada do bom tempo está a ‘faciliar’ as travessias.

Nas últimas 24 horas, 510 pessoas chegaram à ilha de Lampedusa (no sul da Itália) a bordo de 12 pequenas embarcações. O centro de receção de migrantes, que estava praticamente vazio, abriga agora 831 pessoas em dois dias.

Os migrantes que desembarcaram em Lampedusa saem principalmente do Egito, Síria, Sudão, Somália, Níger e Eritreia.

Relacionados

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados