NATO. Croácia ratifica adesão da Suécia e Finlândia

Agência Lusa , FMC
15 jul, 19:17
Fotografia de grupo da NATO (AP)

A Croácia junta-se aos 10 países que já concluíram o processo de ratificação do alargamento da organização

O Parlamento da Croácia ratificou esta sexta-feira com ampla maioria os protocolos para a adesão da Suécia e Finlândia à NATO, solicitada pelos dois países escandinavos em maio passado.

Votaram a favor da ratificação 124 deputados, e apenas três se pronunciaram contra.

"Que a nossa amizade seja reforçada nos próximos dias, meses e anos”, declarou após a votação o presidente do hemiciclo, Gordan Jandrokovic.

Na sequência da invasão da Ucrânia, a Suécia e a Finlândia decidiram prescindir da sua tradicional posição de países neutrais, apesar de há muito manterem uma estreita cooperação militar com a NATO, e em maio solicitaram oficialmente a adesão.

Na cimeira da NATO que decorreu em Madrid em finais de junho, os líderes dos atuais 30 Estados-membros concordaram em convidar os dois países nórdicos a juntar-se à Aliança e após a Turquia ter prescindido do seu veto inicial.

Dinamarca, Noruega, Islândia, Estónia, Letónia, Reino Unido, Canadá, Alemanha, Bulgária e Eslovénia encontram-se entre os países que já concluíram o processo de ratificação do alargamento da organização.

Nos Estados Unidos, o Presidente Joe Biden também deu início ao processo de confirmação, que necessita de uma maioria de dois terços no Senado (câmara alta do Congresso).

Os processos de ratificação dos protocolos de adesão variam de um país para outro.

A Suécia e Finlândia, que garantem provisoriamente o estatuto de países “convidados”, apenas irão tornar-se membros de pleno direito após a ratificação dos protocolos de acesso pelos parlamentos dos 30 países que integram a Aliança Atlântica.

Relacionados

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados