Marcelo quer Palácio de Belém sem iluminação de Natal para reduzir consumo de energia

Agência Lusa
11 nov, 06:04
Natal Palácio de Belém

Decisão surge no meio de um pacote de medidas da Presidência da República para reduzir o consumo energético

O Palácio de Belém não terá neste ano iluminação de Natal, anunciou esta quinta-feira a Presidência da República, como parte de um conjunto de medidas de poupança de energia devido ao aumento de custos e por motivos climáticos.

De acordo com uma nota publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, "decidiu uma série de medidas de poupança de energia nos serviços da Presidência da República, que incluem a redução da iluminação noturna para os mínimos exigidos por razões de segurança".

"Neste contexto, não haverá este ano a habitual iluminação de Natal nos Palácios de Belém e da Cidadela de Cascais, nem outras simbólicas iluminações especiais", acrescenta-se na mesma nota, intitulada "redução de consumo de energia na Presidência da República".

Segundo a Presidência da República, o chefe de Estado decidiu adotar medidas de poupança de energia "tendo em conta a atual situação no mercado energético, tendo como consequência aumentos de custos muito elevados quer para as famílias, quer para as empresas, que impõem redução de consumos, também por razões climáticas".

Política

Mais Política

Patrocinados