Ainda tem férias para gastar? Aqui ficam 10 destinos de todo o mundo para visitar no outono (um deles é português)

CNN , Forrest Brown
3 set, 09:00
Dez locais de todo o mundo para visitar no outono (CNN)

A CNN Internacional incluiu os Açores numa lista de visitas a fazer nos próximos tempos

A tão aguardada e buliçosa época das férias de verão foi, no mínimo, um desafio e faz- nos agora ansiar por umas belas férias de outono. Um pouco menos lotadas, menos dispendiosas, seguramente menos quentes (no Hemisfério Norte) e, se tudo correr bem, menos caóticas.

Tendo em conta os custos de deslocação, o dólar norte-americano forte (ótimo para turistas americanos que viajam para fora, não tão bom para todos os outros), o clima, as paisagens e os eventos especiais, deixamos-vos algumas sugestões dos melhores locais para visitar no outono de 2022 em todo o mundo:

Cidade do México

Scott Keyes, fundador do site de voos baratos e conselhos de viagem Scott's Cheap Flights, afirmou que as grandes subidas nas tarifas aéreas da primavera deram agora lugar a preços mais baixos. E é expectável que os preços dos bilhetes de avião baixem ainda mais no outono. Podem ser boas notícias para aqueles que planeiam visitar a Cidade do México.

A cidade mais populosa da América do Norte ainda é ignorada por muitas pessoas. Mas com os seus monumentos históricos (Palacio Nacional), museus de renome mundial (Palacio de Bellas Artes) e bairros cheios de vida (Roma), a Cidade do México merece uma visita.

Os apreciadores de boa comida vão adorar. A cidade conta com dois dos 10 melhores restaurantes do mundo de 2022: Pujol e Quintonil (é a única cidade do mundo que se pode gabar deste feito).

O clima pode ser uma surpresa. A cidade está a uma altitude elevada, quase 2255 metros acima do nível do mar, por isso as temperaturas em outubro, altura em que começa a estação seca, tendem a registar 20 e poucos graus durante o dia e cerca de 10 graus à noite. Elizabeth de Quillacq, da agência de viagens Souvenir & Far, aconselha a visitar a cidade nos dias 1 e 2 de novembro para assistir às celebrações do Día de los Muertos (Dia dos Mortos), uma experiência verdadeiramente inesquecível.

Samoa

Palmeiras e céu azul enquadram uma praia tropical em Samoa, no Pacífico Sul.

Esta opção é para o viajante aventureiro que gosta de provar o fruto proibido e não se amedronta face ao desafio das longas distâncias. Durante a pandemia, esta ilha polinésia independente situada no Pacífico Sul reabriu finalmente as suas fronteiras aos turistas no dia 1 de agosto.

Os requisitos de entrada evocam 2021: os visitantes com 12 anos ou mais têm de apresentar um documento comprovativo de vacinação completa e um resultado negativo a um teste covid-19. As máscaras faciais são necessárias durante as deslocações e outro teste covid deve ser feito no prazo de três dias após a chegada à ilha.

A recompensa para quem supera estes obstáculos? Lagoas interiores, cascatas, praias deslumbrantes, passeios de bicicleta, caminhadas, pesca e surf; e poder gabar-se de ser um dos primeiros visitantes a regressar à ilha.

Madrid

Keyes aposta na cosmopolita capital espanhola para este outono. Primeiro, aprecia os excelentes descontos nos voos para Madrid. Segundo, afirma que o Aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas não sofreu o mesmo nível de perturbações que outros grandes aeroportos da Europa.

E, por fim, Madrid e o resto da Espanha começarão em breve a arrefecer após a vaga de calor que assolou o país no verão. "Prefiro ir em setembro ou outubro do que em julho ou agosto", confidenciou.

Keyes sugere assistir a um jogo de futebol do Real Madrid, agora que a época já começou. No mundialmente famoso Museo do Prado, a exposição Reflections of the Cosmos vai estar patente até 16 de outubro, complementando a impressionante coleção permanente que inclui obras de Diego Velázquez, El Greco, Francisco Goya e muitos mais.

Quem procura as deslumbrantes cores de outono, vai encontrá-las no emblemático Parque de El Retiro.

Greenville, Carolina do Sul

A Nova Inglaterra é indiscutivelmente gloriosa, mas não tem o monopólio das cores de outono. Esta pequena cidade situada no sopé das Montanhas Blue Ridge é um excelente ponto de partida para admirar a folhagem sulista.

Os parques Paris Mountain, Table Rock e Caesars Head ficam a uma curta distância de carro (embora não constituam a totalidade das paisagens montanhosas da região). As cores atingem o seu auge no final de outubro, mas isso pode mudar consoante o ano.

Se quiser desfrutar de um ecossistema totalmente diferente na mesma viagem, o Congaree National Park inclui uma floresta de ciprestes rasteiros e fica a duas horas de viagem de carro no sentido sul.

Mas não é necessário sair da cidade para se divertir. O centro e os bairros vizinhos estão repletos de lojas (incluindo a Mast General Store) e restaurantes interessantes (Kitchen Sync).

Falls Park, um projeto revolucionário que recentrou a cidade em torno de Reedy River Falls, conta com uma beleza natural deslumbrante mesmo à saída de Main Street.

Egito

O interior do Templo de Dendera no Egito resplandece num dia de soalheiro

"O Egito é o meu destino de eleição para o outono", disse-nos Justin Smith, da Evolved Traveler, membro do Ensemble Travel Group. "O tempo está a arrefecer e as multidões ainda não regressaram ao Egito."

Smith, que reside em Beverly Hills, na Califórnia, também gosta da facilidade com que podemos deslocar-nos até àquele país.

"É relativamente fácil marcar voos para o Egito, com ligações a partir da Europa ou de países do Médio Oriente, tais como Dubai, Doha ou Istambul", escreveu num e-mail à CNN Travel.

Eis algumas sugestões de Smith sobre o que fazer além de visitar as Pirâmides e a Esfinge:

• Fuja dos locais mais turísticos e reserve uma tarde ou um dia inteiro para relaxar em Luxor ou Assuão.

• Visite o Oásis de Fayoum, a menos de duas horas a sul do Cairo. "É um local interessante com vestígios pré-históricos que constitui uma experiência completamente diferente."

Smith tem um conselho relativamente ao alojamento: não conte os tostões. "O Egito não é o país ideal para fazer viagens baratas. Opte por hotéis de maior qualidade.”

Hanói, Vietname

Regra geral, o turismo asiático tem sido o mais lento a recuperar (atente-se no caso do Japão). Mas o Vietname "é o maior polo de atração atua", adiantou Keyes. “Além disso, com o final da época das monções, o outono na capital é mais seco e fresco."

Hanói tem uma oferta suficientemente vasta para saciar qualquer bom garfo. Chả cá (peixe cozinhado com açafrão e endro) é um prato tão popular que tem mesmo uma rua com o seu nome. A versão de Hanói de Banh tom (bolos de camarão) é outro prato imperdível.

Vagueie pelo Old Quarter, com as suas ruas históricas e lojas que vendem joias, tecidos e flores. Pode fazer uma visita guiada ao bairro e não só em motas com sidecar Ural da era soviética. Nos arredores de Hanói, e pouco explorada pelos turistas, encontramos Dong Ngac, uma "aldeia de eruditos" que quase não mudou nada ao longo dos séculos.

Se o alojamento for uma parte importante da experiência, o Hotel de l'Opera perto do belíssimo edifício da Ópera de Hanói é uma boa escolha. Ou para algo mais contemporâneo, experimente o Maison d'Orient, no Old Quarter.

John Reese, da J5Travel, sediada nos arredores de Charlotte, na Carolina do Norte, aposta atualmente no Sudeste Asiático. E Tesa Totengco, da Travels with Tesa, de Nova Iorque, prefere a espetacular, mas muito próxima, Halong Bay.

Cidade do Cabo, África do Sul

A Cidade do Cabo, empoleirada na intersecção dos oceanos Atlântico e Índico, é uma das joias da coroa do turismo da África do Sul. Localizada no Hemisfério Sul, a Cidade do Cabo já está prestes a saudar a primavera por esta altura do ano.

As conceituadas Table Mountain e Ilha Robben merecem toda a atenção, mas os visitantes também não devem perder o Zeitz Museum of Contemporary Art Africa.

A Cidade do Cabo é um paraíso para os apreciadores de vinho. Há degustações disponíveis em Haute Cabrière, que remonta a 1982, em Franschhoek Valley.

Se a sua estadia englobar os dias 7 e 9 de outubro, talvez consiga adquirir bilhetes para o fim de semana de concertos Rocking the Daisies, com atuações de artistas nacionais e internacionais.

No início de agosto, Keyes conta-nos que havia bilhetes de avião a bons preços com partida dos Estados Unidos e destino à Cidade do Cabo por menos de 600 dólares, ida e volta. Para novembro, a CNN Travel encontrou voos de ida e volta, com escala em Heathrow, para a Cidade do Cabo por cerca de 800 dólares.

Cruzeiros atlânticos EUA-Canadá

Margo McDonough, da Blue Skies Travel Center, em Newark, no Delaware, garante que "atualmente, os cruzeiros são a opção mais barata para quem quer viajar" e destaca os cruzeiros EUA-Canadá no Atlântico para quem quer pintar as suas férias com as cores do outono.

Margo apontou uma série de opções com partidas de Manhattan ou Cape Liberty, em Nova Jérsia. Para quem quer poupar, existem "cruzeiros de uma semana a preços baixos na Carnival" com portos de escala como St. John e Halifax, no Canadá.

Tem mais tempo e dinheiro? Margo sugere as opções canadianas da Royal Caribbean, que incluem um itinerário de 10 noites, o "Fall Foliage Northbound", com partida de Cape Liberty e destino à Cidade do Québec, além de outras opções. Também sugere espreitar as ofertas da Holland America. Os viajantes podem consultar outros pontos de partida, como Baltimore e Boston.

Em Baltimore, Adam Wolf, da Adventure Horizons LLC, uma agência independente que integra a Avoya Travel Network, faz eco desta preferência.

"Os cruzeiros de outono para Nova Inglaterra e Canadá, em setembro e outubro, com partidas de várias cidades dos EUA e do Canadá, são uma ótima opção para quem quer ver a mudança da folha e visitar portos de escala pitorescos e históricos como Newport (Rhode Island), Bar Harbor (Maine) e vários outros portos nas províncias marítimas do leste do Canadá."

Baviera, Alemanha

Vista aérea do famoso Castelo de Neuschwanstein rodeado pela glória do outono da Baviera

Para aqueles que procuram um destino clássico de outono, há poucas opções que superam a Baviera alemã.

A encantadora cidade de Munique é a capital do maior estado do país. Se quiser divertir-se no famoso Oktoberfest, assinale as datas no seu calendário de setembro: em 2022, decorre de 17 de setembro a 3 de outubro. Esta será a 187.ª edição do evento. Mas vamos ao que realmente interessa: quanto custa um litro de cerveja? Em 2022, os preços variam entre os 12,60 € e os 13,80 € (cerca de 13 a 14 dólares).

Se procura uma paisagem deslumbrante, imagine o romântico Castelo de Neuschwanstein, perto da fronteira com a Áustria, num cenário de folhas de outono douradas, alaranjadas e vermelhas.

A valorização do dólar norte-americano face ao euro vai atrair os americanos. E estando localizada no centro da Europa, a Baviera é um destino relativamente próximo para milhões de europeus.

Buenos Aires

A oferta turística do outono de 2022 é favorável aos falantes de espanhol, com a capital da Argentina a revelar-se uma excelente opção à medida que entra na primavera.

Keyes afirmou que existem bilhetes de avião a preços muito convidativos para Buenos Aires.

Kareem George, da Culture Traveler, adiantou: "Devido à forte valorização do dólar norte- americano, tanto a Argentina como a África do Sul são excelentes opções nesta altura. O fluxo turístico ainda não regressou aos níveis pré-pandemias, o que significa menos multidões e níveis de serviço elevados."

Em La Boca, o colorido porto original de Buenos Aires, o tango é uma realidade incontornável. E nem sequer é necessário entrar nos clubes, visto que o tango é dançado onde quer que haja espaço, incluindo nas ruas e parques. O Festival e Campeonato Internacional de Tango de Buenos Aires 2022 decorre de 6 a 18 de setembro.

Dançar pode abrir o apetite. No aclamado Fogón Asado, é servido um menu de degustação de seis pratos com cocktail, sobremesa e café (e sim, a carne está incluída).

Havai

As ilhas do Havai são a escolha de eleição de Keyes, que nos disse que setembro é o mês menos popular para o turismo no Havai. Logo, é a altura ideal para viajar se não gosta de multidões e aprecia “uma série de bons negócios”.

Na primeira metade de agosto, Keyes encontrou preços muito em conta com partidas da costa oeste dos EUA: menos de 200 dólares, ida e volta.

Lauren Doyle, da The Travel Mechanic, membro do Ensemble Travel Group, concorda.

"O Havai é ótimo no outono porque a maioria das crianças está de volta à escola, a observação de baleias é maravilhosa naquela época do ano e as multidões são tendencialmente menores do que no verão. [...] É o melhor destino para relaxar, [ter] aventuras ou as duas coisas!"

Se a observação de baleias-jubartes lhe parece uma boa ideia, a GoHawaii.com diz que "o canal raso de Auau entre Maui, Molokai e Lanai é um dos melhores destinos de observação de baleias do mundo."

Procura um percurso de caminhada desafiante? As escadas do Diamond Head State Monument podem ser intimidantes, mas os seus olhos vão agradecer aos músculos das pernas quando contemplar as vistas deslumbrantes. É tão popular que passou a ser necessário reservar.

Açores

A montanha mais alta de Portugal não fica no continente europeu. Trata-se da vulcânica Montanha do Pico, na ilha do Pico. Em baixo, o pôr do sol em Madalena.

O Havai fica muito longe para si? Aos europeus, norte-africanos, americanos e canadianos que residem na costa atlântica e que não querem passar muito tempo num avião, Keyes sugere "o Havai da Europa, os Açores!".

Trata-se de um arquipélago composto por nove ilhas e situado no meio do Atlântico que faz parte de Portugal.

"Os Açores são um destino idílico... com praias deslumbrantes, montanhas e trilhos de caminhada", diz-nos Keyes.

As origens vulcânicas das ilhas são visíveis: piscinas termais, caldeiras exuberantes, lagos de crateras e geiseres fazem parte da paisagem.

Os apreciadores de vinho vão gostar de conhecer a ilha do Pico. A Cooperativa Vitivinícola, uma cooperativa na capital da ilha, Madalena, oferece degustações informais. E a Festa das Vindimas está marcada para a segunda semana de setembro.

Setembro é, por norma, a temporada de furacões no Atlântico. Os Açores podem ser afetados, mas as tempestades são menos frequentes e menos severas do que nas costas atlântica e do Golfo tanto das Caraíbas como dos Estados Unidos, garante a equipa da CNN Weather. Ainda assim, fique atento às previsões meteorológicas, sobretudo no início do outono.

Preços das viagens no outono

A aplicação de reservas de viagens Hopper indica que os preços estão mais em conta, referindo recentemente que as tarifas aéreas internacionais de ida e volta tinham caído quase 20% em relação aos preços de verão para viagens em setembro e outubro. Esta realidade reflete uma queda de cerca de 180 dólares, "mas ainda assim 17% superior aos níveis de 2019", informou a Hopper num e-mail recente.

Voos mais baratos são ótimos, mas o caos das viagens de verão vai estender-se até ao outono? "Acho que vai acalmar", acredita Keyes. "Não é que não haja cancelamentos de voos no outono, mas creio que não veremos o mesmo nível de cancelamentos generalizados, porque mesmo que haja trovoadas, as companhias aéreas vão ter mais folga no sistema para absorver esses problemas, uma vez que não vão estar a operar no limite da capacidade máxima."

Já as viagens de carro poderiam ser uma opção mais viável para os viajantes que têm um orçamento mais reduzido. Após um forte aumento a nível global, os preços dos combustíveis têm vindo a baixar nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e Austrália, por exemplo.

As viagens de outono podem ter uma forte adesão. Paula Twidale, vice-presidente sénior de viagens da AAA, afirmou que o clube automóvel e de planeamento de viagens "continua a registar um forte aumento nas reservas de excursões, cruzeiros, voos, hotéis e aluguer de automóveis, e esperamos que esta tendência continue no outono e durante a época das festas. A AAA recomenda ter um plano A, B e C."

Viagens

Mais Viagens

Na SELFIE

Patrocinados