Trump acusado no caso de documentos secretos encontrados em Mar-a-Lago

Agência Lusa , LS
9 jun, 01:30
Donald Trump no Town Hall da CNN Foto Will Lanzoni _ CNN

O antigo presidente dos EUA foi formalmente notificado esta quarta-feira.

Donald Trump foi esta quarta-feira formalmente acusado pela justiça norte-americana no caso dos documentos classificados encontrados durante buscas à sua casa em Mar-a-Lago, Florida. Foi o próprio que anunciou ter sido notificado.  

O ex-presidente norte-americano Donald Trump disse ter sido acusado de manipular indevidamente documentos confidenciais numa propriedade na Florida, desencadeando um processo federal que é a mais perigosa das múltiplas ameaças legais que enfrenta.

"A administração corrupta de Biden informou os meus advogados de que fui acusado, presumivelmente no falso caso das caixas", escreveu Trump na sua rede social Truth Social na quinta-feira.

O antigo presidente especificou que tinha sido convocado para comparecer perante um tribunal federal de Miami, a 13 de junho, para a sua segunda acusação, depois da de março, relativa à compra do silêncio de uma atriz de filmes pornográficos em 2016.

Esta acusação, que surge numa altura em que Trump procura recuperar a Casa Branca, ocorre no âmbito do caso dos arquivos da Casa Branca, no qual é acusado de ter levado caixas inteiras de documentos, alguns deles confidenciais, quando deixou a Presidência norte-americana, após ter perdido as eleições para Joe Biden.

Segundo a agência de notícias Associated Press, o Departamento de Justiça ainda não confirmou a acusação.

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados