Condutor que matou cinco pessoas e feriu mais de 40 durante parada de Natal acusado de "homicídio doloso"

22 nov, 19:36

Darrell E. Brooks Jr., de 39 anos, é suspeito de ter agido sozinho. De acordo com a polícia norte-americana, antes de conduzir o carro sobre a multidão, o suspeito teve um desentendimento num encontro familiar

PUB

O condutor que atropelou mortalmente cinco pessoas e feriu mais de 40 durante uma parada de Natal em Waukesha, no Winsconsin, nos Estados Unidos, no domingo, vai ser acusado de cinco crimes de homicídio doloso, anunciaram, nesta segunda-feira, as autoridades norte-americanas.

O suspeito foi já identificado como Darrell E. Brooks Jr., de 39 anos.

PUB

Segundo, ainda, a polícia, o condutor do jipe vermelho terá agido sozinho e não há suspeitas de tratar-se de um ato terrorista.

As autoridades adiantaram, também, que, antes do trágico acontecimento, Darrell E. Brooks Jr. teve um desentendimento num encontro familiar.

"Neste momento, a polícia de Waukesha aponta para cinco crimes de homicídio doloso, com acusações adicionais baseadas na investigação", disse o chefe da polícia, Daniel Thompson, em conferência de imprensa.

As vítimas mortais foram também identificadas, tratando-se de quatro mulheres, com idades entre os 52 e os 79 ands, e um homem de 81 anos.

Quanto aos feridos, foram contabilizadas 48 vítimas, 18 delas menores, com idades entre os 3 e os 16 anos, e entre as quais duas crianças em estado crítico.

PUB
PUB
PUB

Daniel Thompson contou aos jornalistas que chegou ao local minutos depois do incidente e que encontrou residentes e operacionais dos serviços de emergência a trabalhar em conjunto para fazer a triagem dos feridos.

Muitos dos feridos foram transportados ao hospital em carros particulares.

O atropelamento ocorreu quando grupos de dança, bandas de música escolares e políticos locais desfilavam pela Main Street.

O suspeito derrubou várias barreiras colocadas para o desfile, pelas 16:39 locais, e avançou sobre a multidão.

Um agente policial tentou neutralizá-lo abrindo fogo, mas por causa da multidão concentrada na área para assistir ao desfile, teve de parar de disparar.

Por fim, Brooks foi detido pela polícia perto do local do incidente.

Vários vídeos publicados nas redes sociais mostram uma viatura a atravessar o local do desfile a grande velocidade.

Num desses vídeos, ouvem-se tiros e vê-se o veículo a passar o cordão policial e a entrar na zona vedada ao trânsito.

 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.

E.U.A.

Mais E.U.A.