Cromo do dia: Noa Lang, o talento neerlandês que tem o rei na barriga

6 dez 2022, 11:23
Noa Lang

Provocador nato, o extremo fez história e foi dispensado por Ten Hag em menos de dois meses no Ajax; encanta no Club Brugge e dispara de pronto: «Quando sair, a Bélgica vai sentir a minha falta»

Noa Lang tem tanto de bom jogador como de bad boy sendo repetidamente apelidado de provocador, arrogante e problemático, embora o próprio prefira entrar na categoria de 'entertainer'. Uma das figuras do Club Brugge, o criativo extremo de 23 anos foi chamado por Louis van Gaal para o Mundial 2022, embora ainda não tenha sido utilizado.

Mais um produto da formação do Akjax, Lang conseguiu fazer história pelo clube no início de dezembro de 2019 - completou um hat-trick frente ao Twente no primeiro jogo como titular - e ser dispensado por Ten Hag em menos de dois meses, após a contratação do experiente Ryan Babel e de alguns episódios menos abonatórios, como o jogo em que o jovem se desentendeu com Tadic e respondeu torto ao treinador, que queria outro comportamento em campo.

 

O extremo saiu por empréstimo para o Twente no final de janeiro de 2020, ainda regressou ao Ajax para a época seguinte, mas já tinha perdido definitivamente o espaço. Voltou a encontrar a felicidade na Bélgica, ao serviço do Club Brugge, acumulando desempenhos de enorme qualidade ao longo das últimas três épocas.

Noa Lang, que gosta de dizer sempre o que pensa, sem filtros, vai acumulando seguidores e detractores por onde passa. Quando Paul Onuachu ganhou o prémio de melhor jogador da Liga belga, o neerlandês não se conteve: «Toda a gente sabe quem é o melhor jogador: eu.»

Quando o Club Brugge conquistou um campeonato nacional, mais uma tirada do extremo. «Porque é que as pessoas gostam tanto de falar? Ora bem, sou novamente campeão», atirou.

Após três épocas no clube belga, Noa Lang procurou uma transferência para outro campeonato e um clube de maior dimensão. «Acreditem: quando sair, a Bélgica vai sentir a minha falta. Se me for embora vão rezar que haja um novo Noa Lang por aqui, que possa também jogar futebol». Lang teve a infelicidade de não conseguir a transferência, em parte por lesões.

Aos 23 anos, o extremo justifica a confiança de Louis Van Gaal pelo seu talento em campo, mesmo que os próprios jogadores da seleção dos Países Baixos o designem como um «problema». No fundo, tem o rei na barriga, mas ainda tem tempo para provar que a razão está do seu lado.

Este texto foi baseado no perfil de Noa Lang, que pode ler no dossier dedicado à seleção dos Países Baixos, um dos vários conteúdos publicados no âmbito da Guardian Experts’ Network, a rede de meios de comunicação que tem o Maisfutebol como representante português, para partilha de informação relativa ao Mundial 2022.

Mais Lidas

Patrocinados