Mundial2022: Venezuela de Peseiro empata com Uruguai

9 jun 2021, 08:59
Venezuela-Uruguai (Manaure Quintero, Pool via AP)

Chile empata com Bolívia e falha ataque aos lugares premiados, Peru soma frente ao Equador o primeiro triunfo

O Chile falhou na terça-feira o ataque aos lugares premiados da zona sul-americana de apuramento para o Mundial de futebol de 2022, ao ceder um empate a um golo na receção à Bolívia, no fecho da oitava jornada.

Num jogo que dominou de início ao fim, a formação da casa adiantou-se aos 69 minutos, por Erick Pulgar, servido por Aránguiz, mas, aos 82, uma mão de Maripán custou um penálti, que Marcelo Moreno transformou no seu sexto golo nas eliminatórias.

Desta forma, o Chile é apenas sétimo classificado, com seis pontos, mais um do que a Bolívia, que segue no oitavo lugar, com cinco, contra quatro da Venezuela, comandada pelo treinador português José Peseiro, e do Peru.

Na frente, lidera, com seis triunfos em seis jogos, o Brasil (18 pontos), seguido de Argentina (12), Equador (nove), Uruguai (oito), Colômbia (oito) e Paraguai (sete). Os quatro primeiros qualificam-se diretamente e o quinto segue para um play-off intercontinental.

A Venezuela, de José Peseiro, pontuou terça-feira pela segunda vez na zona sul-americana de apuramento para o Mundial de futebol de 2022, ao empatar a zero na receção ao Uruguai, em embate disputado em Caracas.

Depois do triunfo por 2-1 na receção Chile, entre quatro desaires, o conjunto do técnico português somou o primeiro encontro sem sofrer golos, à sexta tentativa, num embate em que a formação celeste teve mais bola e melhores ocasiões.

Ainda assim, a Venezuela foi mais rematadora e também teve as suas hipóteses para ganhar o embate, com destaque para um cabeceamento do defesa Ferraresi, jogador do Moreirense, para grande defesa de Muslera, aos 85 minutos.

Além de Ferraresi, também Mikel Villanueva, jogador do Santa Clara, jogou os 90 minutos na formação da casa, enquanto o leão Coates voltou a ser suplente não utilizado no Uruguai, preterido em relação a Godín e Giménez.

O Peru conseguiu o primeiro triunfo na zona sul-americana de qualificação para o Mundial de futebol de 2022, ao sexto encontro, ao vencer o Equador por 2-1, em encontro disputado em Quito.

Em jogo da oitava jornada, a formação da casa teve mais tempo a posse de bola, mas em dois contra-ataques venenosos, os peruanos acabaram com uma série de quatro derrotas consecutivas, depois de um arranque com um empate a dois golos no Paraguai.

O grande obreiro do triunfo foi Gianluca Lapadula, avançado dos italianos do Benevento, que fez duas assistências de bandeja, para os tentos de Christian Cueva, aos 63 minutos, e do ex-Vitória de Setúbal Luis Advíncula, aos 89.

Nos descontos, o Equador, que vencendo teria subido de forma provisória ao segundo lugar, ainda conseguiu reduzir, aos 90+2 minutos, num remate de pé esquerdo de Gonzalo Plata, avançado do campeão português Sporting.

Relacionados

Patrocinados