Três detidos pela ASAE por venda especulativa de bilhetes Portugal/Macedónia do Norte

Agência Lusa , BCE
29 mar, 19:41
Algemas (Reuters)

Três homens foram detidos nas zonas de Espinho, Porto e Gondomar “pelo crime de venda irregular de bilhetes, após anunciarem a venda de bilhetes acima do seu valor facial, obtendo, assim, vantagem patrimonial indevida”

Três homens foram detidos esta terça-feira pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) no norte do país, por tentativa de venda de bilhetes com preço inflacionado para o jogo de futebol entre Portugal e a Macedónia do Norte.

Na aproximação ao jogo de apuramento para o Mundial de Futebol de 2022, que se realiza esta terça-feira no estádio do Dragão, no Porto, a Unidade Nacional e Informações e Investigação Criminal da ASAE desencadeou uma operação direcionada à venda de bilhetes em plataformas digitais para o jogo entre as duas seleções, anunciou a ASAE em comunicado.

A operação resultou na “detenção em flagrante delito” de três homens, nas zonas de Espinho, Porto e Gondomar, “pelo crime de venda irregular de bilhetes, após anunciarem a venda de bilhetes acima do seu valor facial, obtendo, assim, vantagem patrimonial indevida”, adianta o comunicado.

“Num caso, o primeiro arguido pretendia obter 45 euros de lucro com a venda; num segundo caso, o arguido pretendia obter lucro de 70 euros; por último, o outro arguido pretendia obter cerca de 280 euros de lucro, com a venda de dois bilhetes”, refere a ASAE, acrescentando que “no total foram apreendidos cinco bilhetes, com valor facial de 10 euros cada”.

No decorrer da operação, foi ainda identificada uma quarta pessoa, tendo sido apreendidos dois convites, que estavam a ser vendidos a 100 euros.

Na nota, a ASAE “alerta os consumidores que devem evitar a aquisição de bilhetes acima do seu valor oficial, uma vez que essa venda constitui um Crime de Especulação ou de venda irregular de bilhetes, punido com pena de prisão até três anos”.

Portugal necessita hoje de impor-se perante a Macedónia do Norte, no Estádio do Dragão, para garantir apuramento para o Mundial2022 de futebol e assegurar a sexta presença consecutiva em campeonatos do mundo.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados