Mundial 2022: guarda-redes entra para os penáltis e leva Austrália ao Qatar

13 jun, 22:12

Andrew Redmayne foi lançado na reta final do prolongamento e travou a última tentativa do Peru

Depois de 120 minutos sem desatarem o nulo, Austrália e Peru foram ao desempate por grandes penalidades e os australianos carimbaram o acesso ao Mundial do Qatar, ao vencer por 5-4.

O grande herói da partida foi o guarda-redes Andrew Redmayne, do Sydney, que entrou nos últimos minutos do prolongamento, como aposta do selecionador Graham Arnold para os penáltis. Depois de Boyle ter desperdiçado a primeira tentativa australiana, o ex-Vitória de Setúbal Advíncula também falhou ao terceiro remate do Peru.

Ora, mais ninguém desperdiçou da marca dos onze metros, até à sexta oportunidade. Aí, o guardião de 33 anos, que protagonizou uma dança em cima da linha antes de cada penálti, evidenciou-se, ao parar o remate dos peruanos, da autoria de Alex Valera. 

A Austrália, que vai para a quinta presença consecutiva em Mundiais, junta-se ao grupo D, juntamente com França, Dinamarca e Tunísia.

O penálti travado por Redmayne:

Relacionados

Patrocinados