MotoGP: Bagnaia vence em Portimão, Márquez força abandono de Oliveira

26 mar 2023, 14:44

Italiano já tinha vencido a corrida de sprint. Português teve um excelente arranque mas acabou no centro médico

O italiano Francesco Bagnaia (Ducati) venceu o Grande Prémio de Portugal de MotoGP, a primeira corrida da temporada que o português Miguel Oliveira (RNF Aprilia) foi forçado a abandonar depois de ser derrubado pelo espanhol Marc Márquez (Honda).

Oliveira começou muito bem e logo no arranque subiu três posições, o que lhe valeu a passagem para a liderança. O piloto de Almada foi ultrapassado por Bagnaia na segunda volta e pouco depois foi abalroado por Márquez.

Na terceira das 15 curvas do circuito do Autódromo Internacional do Algarve, o piloto da Honda protagonizou uma manobra agressiva, acertou no compatriota Jorge Martin (Ducati) e, de seguida, a roda dianteira da Honda bateu na perna de Miguel Oliveira, o que provocou a queda dos dois e enviou ambos para fora da pista.

O piloto luso esteve à conversa com os comissários e, depois, foi encaminhado para o centro médico para observações.

Enquanto isso, o espanhol também foi à boxe da RNF Aprilia para pedir desculpa, mas Razlan Razali, chefe da equipa, mostrou o seu desagrado. Márquez foi brindado com um coro de assobios por parte do público de Portimão e também se desculpou através de um gesto com as mãos dirigido às bancadas. De seguida, foi ao centro médico para se inteirar do estado de Oliveira, que segundo o MotoGP sofreu uma contusão na perna direita.

Sem o português em pista, Bagnaia ficou com caminho aberto para continuar na liderança e vencer com relativa tranquilidade. O italiano foi feliz a dobrar este fim de semana, isto porque no sábado já tinha conquistado a primeira corrida de sprint de MotoGP.

Pecco Bagnaia concluiu as 25 voltas em 41.25,401 minutos e ficou à frente do espanhol Maverick Viñales (Aprilia), segundo, a 0,687 segundos.

A luta pelo último lugar do pódio foi intensa, com Marco Bezzechi, Johann Zarco, Álex Márquez, Brad Binder e Jack Miller numa disputa quase até ao fim, mas foi mesmo Bezzechi, da Ducati, a terminar em terceiro, a 2,726 segundos do vencedor.

Esta foi mesmo uma péssima corrida para a equipa de Miguel Oliveira, a RNF, que além do português também viu o outro piloto, Raúl Fernández, abandonar a pista, fruto de uma queda na penúltima volta.

Com estes resultados, Bagnaia, o campeão em título, lidera o campeonato, com 37 pontos, seguido de Viñales, com 25.

Relacionados

Patrocinados