Grupo Montepio passa de prejuízo a lucros de 73,3 milhões em 2021

Agência Lusa , FMC
31 mai, 22:51
Montepio (Horacio Villalobos/ Getty)

Em 2020, o grupo tinha registado um prejuízo de 86,2 milhões de euros

O Grupo Montepio teve lucros consolidados de 73,3 milhões de euros em 2021, que comparam com os prejuízos de 86,2 milhões de euros de 2020, informou em comunicado.

Ainda segundo a informação, o resultado operacional do grupo foi de 104 milhões de euros no final de 2021 (face aos prejuízos de 140 milhões de euros de 2020) e a margem financeira de 289 milhões de euros (mais 0,5% face a 2020).

Os rendimentos de serviços e comissões (valor líquido) aumentaram quatro milhões de euros para 104 milhões de euros, referindo o grupo que é o resultado da subida dos rendimentos de serviços e comissões (cinco milhões de euros) e dos encargos com serviços e comissões (um milhão de euros).

Quanto a gastos de funcionamento (incluindo custos com pessoal, gastos gerais administrativos e amortizações), estes totalizaram 369 milhões de euros, menos 5,1% (menos 19 milhões de euros) face a 2020, referindo o Montepio que para esta evolução contribuiu o programa de redução de trabalhadores do banco (por reformas antecipadas e rescisões por mútuo acordo) e os projetos de digitalização e inovação do grupo.

No final de 2021, o Grupo Banco Montepio tinha 4.906 trabalhadores, menos 209 do que em 2020.

Ainda em 2021, o ativo do grupo aumentou 10% para 22.921 milhões de euros, o que é atribuído à evolução positiva das várias áreas de atividade (Banco Montepio, Associação Mutualista Montepio Geral e atividade seguradora). O número de associados cresceu para 601.606 (mais 3.168 face a 2020).

O Montepio destaca ainda "a evolução positiva dos proveitos inerentes a associados e prémios de seguros adquiridos líquidos de resseguro, situando-se em 934 milhões de euros (mais 19,8% face a 2020), com o contributo expressivo da atividade mutualista (proveitos inerentes a associados), que atingiu 680 milhões de euros".

Quanto ao capital próprio, refere que em 2021 "aumentou 54 milhões de euros (57,1%), beneficiando do resultado líquido consolidado e do incremento dos fundos próprios".

“Num ano marcado por desafios significativos, as entidades do Grupo evidenciaram capacidade para gerar resultados líquidos positivos. No global, os níveis de solvabilidade, solvência ou capital próprio evoluíram positivamente”, disse o presidente da Associação Mutualista Montepio Geral, Virgílio Lima, citado em comunicado.

As contas consolidadas do ano 2021 do Grupo Montepio foram apresentadas esta terça-feria na Assembleia de Representantes da Associação Mutualista Montepio Geral.

Segundo informação obtida pela Lusa, nas contas consolidadas (tal como já aconteceu nas contas individuais), a auditora PwC continua a apresentar reservas por dúvidas na contabilização de ativos por impostos diferidos, pois considera que tal sobreavalia os capitais próprios e os resultados.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados