OMS estuda novo nome para a Monkeypox

15 jun, 22:10
Monkeypox

Grupo de 30 especialistas considera que a nomenclatura é “discriminatória e estigmatizante”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está a avaliar uma eventual mudança do nome da Monkeypox.

A informação foi avançada pelo diretor-geral da organização da ONU, Tedros Adhanom Gebreyesus, na passada terça-feira, e surge após um pedido de 29 biólogos, publicado no site virological.org na passada semana, no qual defendem a necessidade urgente de alterar a atual designação, que consideram “discriminatória e estigmatizante”.

Os especialistas afirmam ainda que a continua designação deste vírus como africano não é somente discriminatória como “incorreta”, e consideram que o atual surto mundial “foi detetado sem qualquer ligação a África”.

Este grupo de cientistas refere que a narrativa de que o surto atual surgiu no continente africano “tem origem em estigmas existentes”, apesar de "provas crescentes de que o cenário mais provável é o de que a transmissão humana e intercontinental estar em curso há mais tempo do que se pensava anteriormente”.

"A manifestação mais óbvia disto é a utilização de fotografias de doentes africanos para retratar as lesões da varíola nos principais meios de comunicação social do Norte global", pode ler-se no relatório.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

África

Mais África

Patrocinados