Andebol: FC Porto sofre terceira derrota na Champions na Croácia

28 set, 19:21
Andebol: FC Porto-Veszprém (twitter/FC Porto)

RK Zagreb vence por 29-23 e deixa dragões sozinhos no último lugar, sem pontos. Depois do equilíbrio, final do jogo acentuou diferenças

Foi uma tarde de desperdício fatal para o FC Porto. A equipa comandada por Magnus Andersson sofreu a terceira derrota na fase de grupos da Liga dos Campeões de andebol, ao sair derrotada na deslocação à Croácia, pelo RK Zagreb, por 29-23.

Num duelo entre as duas de oito equipas que só tinham derrotas (duas) no grupo A, os comandados de Ivica Obrvan inauguraram o marcador e nunca viriam a ficar em desvantagem, apesar de o FC Porto ter conseguido empatar por várias ocasiões.

Na primeira parte, o FC Porto chegou a ter quatro golos de desvantagem por duas vezes (aos 13-9 e aos 14-10), mas acabou bem, a reduzir para a diferença mínima. Em cima da buzina para o final dos primeiros 30 minutos, uma recuperação de Miguel Alves a meio-campo deu origem ao 15.º golo do FC Porto, por Daymaro Salina, que fixou o marcador em 16-15, ainda que favorável à equipa da casa.

"Rosca" de Miguel Alves na 1.ª parte, para um dos melhores golos do jogo:

Na segunda parte, o FC Porto entrou a chegar ao empate a 16 golos, ainda empatou de novo aos 18-18 pouco depois, mas os últimos 13 minutos revelaram-se fatais para os dragões, que sofreram três golos seguidos seguidos: do 22-21 ao 25-21. Foi, no fundo, uma mistura de tudo um pouco: desperdício ofensivo e algumas defesas de Dino Slavic (fez 14 em 37 possíveis) a evitarem os golos do FC Porto e, pior, a permitirem ao RK Zagreb marcar na resposta.

Na baliza dos dragões, Nikola Mitrevski ainda fez várias defesas, negou três dos quatro livres de sete metros aos locais (assinou oito defesas em 25 possíveis), mas não foi suficiente para o FC Porto conseguir resgatar um empate ou a vitória. Depois do 25-21, o FC Porto reorganizou-se e reequilibrou forças, mas não chegou, tanto que o RK Zagreb conseguiu mesmo chegar aos sete golos de diferença (29-22), acabando com um triunfo por seis golos à maior.

Uma das 14 defesas de Dino Slavic, que complicou a missão do FC Porto:

Quem também fez a diferença, além de Slavic na baliza do RK Zagreb, foi Timur Dibirov, que foi o melhor marcador com dez golos, nos 15 remates que teve. No FC Porto, Victor Iturriza, Miguel Alves, Daymaro Salina e Fábio Magalhães foram os melhores marcadores da equipa, todos com três golos.

À mesma hora, noutro jogo do grupo, o Veszprém venceu o Dínamo Bucareste, por 33-30.

3.ª Jornada:
RK Zagreb-FC PORTO, 29-23
Veszprém-Dínamo Bucareste, 33-30
SC Magdeburg-PSG (19h45)
Wisla Plock-GOG (5.ª feira, 17h45)

A classificação atualizada, após os dois jogos:
1.º: Veszprém, 6 pontos/3 jogos
2.º: SC Magdeburg, 4/2
3.º: GOG, 3/2
4.º: Paris Saint-Germain, 2/2
5.º: Wisla Plock, 2/2
6.º: RK Zagreb, 2/3
7.º: Dínamo Bucareste, 1/3
8.º: FC PORTO, 0/3

Relacionados

Champions

Mais Champions

Patrocinados