Metade da frota do Governo é “verde” , mas há quatro ministros a chumbar

3 dez 2021, 07:00
António Costa na apresentação do Plano de Recuperação e Resiliência
António Costa na apresentação do Plano de Recuperação e Resiliência

Os carros ecológicos de ministros e secretários de Estado são uma exceção no retrato do Estado português, onde apenas 3% dos veículos não usam combustíveis fósseis

PUB

Metade da frota usada pelo Governo português é formada por elétricos ou híbridos. Dos 213 carros ao serviço de ministros e secretários de Estado, 111 permitem fazer deslocações sem produzir emissões poluentes. Os veículos “verdes” representam assim 52% - um peso que está muito distante daquilo que é a realidade do Estado no seu todo (3%).

Os dados cedidos pelo Executivo à CNN Portugal dão conta que as restantes 102 viaturas do executivo têm motor de combustão, sendo movidas a gasóleo ou gasolina. Em termos absolutos, é o primeiro-ministro António Costa quem segue na dianteira, com 14 carros “amigos do ambiente”. É seguido de perto pelo ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, com 11 viaturas.

PUB

Esta avaliação também pode ser feita de outra forma, pelo peso que elétricos e híbridos representam na frota de cada tutela. Nesta ótica, há quatro ministérios a chumbar no teste da redução de emissões: Justiça, Negócios Estrangeiros e Finanças contam, cada um, com dois carros elétricos ou híbridos. Os modelos “verdes” representam, nestes casos, menos de 20% do total. Já no ministério da Administração Interna, há cinco carros ecológicos ao serviço (38%).

PUB
PUB
PUB

Por sua vez, pela positiva, surgem três ministérios com uma taxa de penetração de elétricos e híbridos acima dos 75%. Na pasta da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, cinco dos seis carros ao serviço podem viajar sem usar combustíveis fósseis. No ministério do Ambiente, responsável pela mobilidade sustentável, também se dá o exemplo, com 11 de 14 veículos. No ministério do Trabalho, nove em 12 carros ao serviço ajudam a reduzir as emissões de dióxido de carbono.

Os 213 carros que compõem a frota do Governo estão ao serviço do primeiro-ministro, de 19 ministros e 50 secretários de Estado.

Uma gota “verde”

“Portugal foi o primeiro país do mundo a comprometer-se com a neutralidade carbónica até 2050”. O compromisso foi reforçado pelo ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, na última Cimeira do Clima das Nações Unidas, a COP26. Para lá do acordo histórico, o encontro ficou marcado pelas críticas aos líderes mundiais que chegaram de jato privado a Glasgow. E assim surgiu uma pergunta mais ampla: que exemplo estão a dar os líderes mundiais no seu dia a dia?

PUB
PUB
PUB

Apesar da forte presença de carros elétricos e híbridos no quotidiano dos ministros e secretários de Estado, essa não é a realidade generalizada no setor público. O último Relatório do Parque de Veículos do Estado, relativo a 2020, dá conta de 26062 viaturas. Destas, apenas 3% não eram movidas a gasóleo ou gasolina. O documento detalha a existência de 428 carros elétricos e de 97 híbridos.

A contribuir para este retrato estão os veículos das forças de segurança, como a GNR e a PSP, que representam praticamente metade da frota do Estado.

Programa público apoia compras (mas está demorado)

Os carros elétricos ao serviço dos gabinetes dos governantes foram, na generalidade, apoiados pelo Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na Administração Pública (PAMEAP). “Tem uma dotação global prevista de 23,3 milhões de euros, a desembolsar entre 2015 e 2023, para a aquisição faseada, através de aluguer operacional, pelo Fundo Ambiental, de 1200 veículos elétricos, postos de pontos de carregamento e respetivos sistemas de monitorização”, concretiza o Governo à CNN Portugal.

PUB
PUB
PUB

O programa está agora no último momento da terceira fase, com o apoio a dividir-se entre a administração central e local. Segundo o Executivo, as candidaturas submetidas “encontram-se em avaliação e o Relatório Preliminar será disponibilizado aos candidatos até ao final deste ano”.

A CNN Portugal pediu depois um esclarecimento sobre quantos dos 1200 veículos elétricos tinham já sido adquiridos no âmbito deste programa, não tendo recebido uma resposta do Ministério do Ambiente até à publicação deste artigo. Os dados disponíveis mostram que, na fase piloto assim como nas duas primeiras fases, foram entregues 396 veículos.

Mercado em crescimento

“Este é um exemplo e um sinal positivo que o Governo dá. Mas é preciso que toda a administração central e local dê esse passo”, reage Henrique Sánchez, presidente da Associação de Utilizadores de Veículos Eléctricos (UVE).

Em Portugal, o mercado privado de elétricos e híbridos “plug-in” tem vindo a ganhar força: do início do ano até outubro, foram vendidos 22.722 veículos, ultrapassando o total de 2020. Em outubro, bateu-se mesmo um recorde, com a compra de mais de três mil veículos eletrificados.

PUB
PUB
PUB

Henrique Sánchez fala numa “revolução” em curso. Se em 2018, as vendas de elétricos pesavam 5%, em outubro de 2021 estavam já nos 25%. E a pandemia, diz, teve dois impactos opostos neste tema: se por um lado aumentou a consciência sobre as alterações climáticas e a necessidade de uma mobilidade “verde”, por outro adiou decisões de compra - sobretudo por parte das empresas, que aguardam mais certezas antes de investir.

O especialista defende o aumento do subsídio público para que os particulares possam comprar um carro elétrico, fixado nos três mil euros para os ligeiros de passageiros. “Apesar do caminho lento, estou convencido de que vamos atingir a neutralidade carbónica antes de 2050”, aponta.

Veja aqui os dados ministério a ministério

Ministério
(inclui ministro e secretários de Estado)
Veículos
Veículos Elétricos/Híbridos
Veículos a combustão
Primeiro-Ministro
25
14
11
Economia e Transição Digital
15
10
5
Negócios Estrangeiros
11
2
9
Presidência
10
6
4
Finanças
16
3
13
Defesa Nacional
10
7
3
Administração Interna
13
5
8
Justiça
14
2
12
Modernização do Estado e Administração Pública
8
5
3
Planeamento
5
3
2
Cultura
8
4
4
Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
6
5
1
Educação
10
5
5
Trabalho, Segurança Social e Solidariedade 
12
9
3
Saúde
8
4
4
Ambiente e Ação Climática
14
11
3
Infraestruturas e Habitação
9
5
4
Coesão Territorial
7
4
3
Agricultura
6
4
2
Mar
6
3
3
TOTAL
213
111
102
PUB
PUB
PUB

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Governo

Mais Governo

Patrocinados