Educadora despedida por humilhar e maltratar crianças em jardim de infância

11 jul, 07:53
Creche (Matt Roth/The Washington Post via Getty Images)

REVISTA DE IMPRENSA || Caso aconteceu na Covilhã

Uma educadora do jardim de infância Mundo da Fantasia, que pertence à Misericórdia da Covilhã, foi despedida depois de ter sido apresentada uma queixa-crime junto da PSP por maus tratos a crianças, avança o Jornal de Notícias.

Para além da queixa apresentada pelos pais, também a auxiliar da sala, Catarina Micaelo, subscreve a denúncia e diz que informou a diretora da instituição e o provedor António Neto Freire de que a educadora era "má para as crianças e para as funcionárias”.

Catarina Micaelo acabou por se demitir por não aguentar "mais assistir a alguns episódios sem conseguir travá-los”.

Os pais lamentam que o provedor não tenha agido de imediato e expuseram o caso junto das autoridades, da Segurança Social e do Ministério da Educação. Na queixa, dizem mesmo que a educadora chegou mesmo a agredir crianças, para além das humilhar.

Os casos aconteceram na sala de pré-escolar (3 aos 5 anos) durante o ano letivo de 2022/23.

Ao jornal, o provedor da Misericórdia da Covilhã, António Neto Freire, diz que a educadora foi suspensa e aberto um inquérito que resultou no despedimento da educadora.

País

Mais País

Patrocinados