Ministério da Defesa da Ucrânia anuncia no Twitter ter capturado dois soldados russos

24 fev, 14:15
Soldados russos capturados na Ucrânia (Imagens do Twitter da Defesa ucraniana)

Não se sabe a localização da captura

A conta oficial do Ministério da Defesa da Ucrânia no Twitter anunciou a captura de dois soldados russos, esta quinta-feira, depois do início da invasão ao país. Segundo a publicação, dois soldados do 423º Regimento de Fuzileiros foram capturados por militares do 93.º Batalhão Mecanizado da Ucrânia. 

A publicação tem quatro fotografias, em que se mostram os dois soldados desarmados e algemados, numa zona de floresta. Não se sabe a localização onde estes soldados foram capturados.

A informação surge depois dos militares em Kiev terem anunciado que destruíram dois tanques russos em operações na Ucrânia. Também o ministro da Defesa ucraniano, citado pela NBC News, garante que abateram "vários camiões" para além dos tanques.

Soldados russos capturados na Ucrânia (Imagens do Twitter da Defesa ucraniana)

A Rússia lançou esta quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar em território da Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que as autoridades ucranianas dizem ter provocado dezenas de mortos nas primeiras horas.

O presidente russo, Vladimir Putin, disse que o ataque responde a um “pedido de ajuda das autoridades das repúblicas de Donetsk e Lugansk”, no leste da Ucrânia, cuja independência reconheceu na segunda-feira, e visa a “desmilitarização e desnazificação” do país vizinho.

O ataque foi de imediato condenado pela generalidade da comunidade internacional e motivou reuniões de emergência de vários governos, incluindo o português, e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), União Europeia (UE) e Conselho de Segurança da ONU.

Europa

Mais Europa

Patrocinados