Covid-19: “No verão vamos estar todos à vontade. Vai ser totalmente seguro”. Bastonário dos médicos contradiz Graça Freitas

13 abr, 16:43
Miguel Guimarães

Miguel Guimarães garante que o SARS-CoV-2 não vai atrapalhar as férias dos portugueses, uma vez que os indicadores revelam que mesmo com mais casos não há maior gravidade. Além disso, diz, já é certo que o tempo quente tira força ao vírus. "Em que mundo vive a Dra. Graça Freitas?”

Ao contrário do que disse esta quarta-feira a diretora-geral da Saúde, o bastonário dos Médicos garante que, no que se refere à covid-19, o verão vai ser “totalmente seguro”. 

“Podemos não saber tudo sobre o SARS-Cov2, mas uma das coisas que já sabemos é que como os vírus respiratórios não se dá bem com temperaturas quentes. E o tempo está a começar a aquecer “, explica o bastonário, considerando que esta situação, somada aos indicadores atuais sobre o vírus, levam a que “não faça sentido” anunciar, como fez Graça Freitas, que o próximo verão não será ainda “descontraído e seguro".

Segundo Miguel Guimarães, os dados e indicadores atuais revelam que mesmo com o aumento de casos não há uma maior gravidade da doença. “Basta ver que o número de doentes internados por doença grave por covid-19 é extremamente baixa, e muitos são imunodeprimidos”, sublinha o médico, reforçando a ideia de que não só “o vírus está menos mortal” como “vai começar a perder força por causa do calor”.

E a máscara? Cai ou não cai?

Por isso, a Ordem dos Médicos (OM) acredita que, “muito em breve” se vai mesmo ter de “abandonar algumas restrições”, como o uso obrigatório da máscara para toda a população em espaços fechados. “Só faz sentido este tipo de uso para os imunodeprimidos, nos hospitais e nos lares de idosos”, defende o médico, lembrando: “Toda a gente sabe que este tipo de uso de máscaras nos espaços interiores já não é feito por muita gente. Em que mundo vive a Dra. Graça Freitas?”.

Por outro lado, o líder da OM frisa que não faz sentido a DGS deixar alertas deste tipo e depois não promover uma divulgação de dados diária da pandemia aos especialistas, pelo menos. “Assim, ninguém sabe bem como está a pandemia”. No entanto, com base nas análises feitas pelos peritos da OM Miguel Guimarães assume, ao contrário de Graça Freitas, estar muito mais otimista. “Pela covid-19. o nosso verão será descontraído. Qual é a dúvida?”, questiona, aproveitando para deixar um alerta: “O pior pode ser a guerra; não a pandemia”.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados