Supremo Tribunal mexicano financia série documental sobre femicídio no país: "Não podemos continuar a pensar que são simplesmente estatísticas"

Agência Lusa , BCE
19 mai, 07:56
México

A série, que estreia a 27 de Junho, é composta por cinco episódios e será transmitida na Justicia TV, no canal Las Estrellas e noutros meios de comunicação social públicos

O presidente do Supremo Tribunal de Justiça da Nação (SCJN) e do Conselho Judiciário Federal (CJF) do México anunciou a estreia de uma série documental, financiada pela instituição, que aborda o crime de femicídio no país.

A série, chamada "Caníbal. Indignação Total", baseia-se no caso de Andrés Mendoza Celis, conhecido como "O Canibal de Atizapán", um assassino de mulheres em série que é acusado da morte de pelo menos 19 mulheres.

"Esta série visa sensibilizar, mostrar que não podemos continuar a investigar os casos de mulheres mortas e desaparecidas com enorme frivolidade e ineficiência, que não podemos continuar a vitimizar as famílias, que não podemos continuar a pensar que são simplesmente estatísticas", disse Arturo Zaldívar, numa conferência de imprensa.

A série, que estreia a 27 de Junho, é composta por cinco episódios e será transmitida na Justicia TV, no canal Las Estrellas e noutros meios de comunicação social públicos.

O magistrado acrescentou que a produção foi feita com "seriedade e cuidado" e disse que "não procura gerar morbidez, mas provocar reflexão, e não procura apontar o dedo da culpa, mas sim apontar soluções".

No México, em média, são assassinadas mais de 10 mulheres por dia, e em 2021 houve mais de mil feminicídios, de acordo com números oficiais.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados