Aviso à população: "Fenómenos extremos de vento" em perspetiva, chuva intensa e persistente mantém-se até quinta-feira

12 dez 2022, 12:27

Para a madrugada desta segunda e terça-feira, está previsto um agravamento do tempo centrado em Lisboa e Vale do Tejo

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) anunciou esta segunda-feira, em conferência de imprensa, que a chuva forte e persistente vai manter-se em todo o país até esta quinta-feira. Avançou também que estão previstos "fenómenos extremos de vento". 

"Mantemos até dia 15 a precipitação forte e persistente, condições favoráveis à ocorrência de trovoadas e aqui, especialmente no final do dia de hoje e madrugada do dia de amanhã, a possibilidade de ocorrência de fenómenos com alguma intensidade de vento, fenómenos extremos de vento, numa faixa entre os distritos de Leiria, Setúbal e depois mais para o interior do país, atingindo Lisboa, Santarém, Évora e Portalegre", afirmou André Fernandes, comandante Nacional da Proteção Civil, André Fernandes.

Para a madrugada desta segunda e terça-feira, está previsto "um agravamento da precipitação centrada aqui em Lisboa e Vale do Tejo. Estamos a falar dos distritos de Leiria, Lisboa, Santarém, Setúbal, Portalegre e Évora".

124 ocorrências desde a meia-noite

Entre a meia-noite desta segunda-feira e o meio-dia foram registadas 124 ocorrências relacionadas com o mau tempo - na maioria inundações e quedas de árvores -, centralizadas nos distritos do norte do país: Aveiro, Braga, Porto e Viana do Castelo. No total, foram mobilizados 346 operacionais e 141 meios terrestres. A rede elétrica dos distritos de Viana do Castelo e Braga ficou afetada. 

O comandante André Fernandes referiu ainda que a Proteção Civil vai manter "o agravamento do vento na generalidade, com rajadas de vento de 80 km/h e, localmente, 120 km/h na região sul durante a manhã de dia 13".

A agitação marítima também se vai manter forte, com ondas de sudoeste de quatro a cindo metros. No entanto, até ao momento, não estão "previstas situações gravosas" na bacia do Douro, ainda que os caudais dos rios subam com a precipitação.

De acordo com a Proteção Civil, não existem vias cortadas ou condicionadas devido a inundações, mas "é expectável que durante a noite isso aconteça". 

14 distritos sob aviso laranja segunda e terça-feira

Recorde-se que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta segunda-feira de nove para 14 os distritos sob aviso laranja devido à previsão de chuva persistente, por vezes forte e acompanhada de trovoada.

Os distritos de Évora, Setúbal e Beja vão estar sob aviso laranja entre as 15:00 desta segunda-feira e as 03:00 de terça-feira; Porto, Vila Real, Viana do Castelo, Aveiro, Viseu e Beja até às 12:00 desta segunda-feira; Santarém, Leiria, Castelo Branco e Portalegre entre as 00:00 e as 12:00 de terça-feira e Lisboa entre as 21:00 de hoje e as 09:00 de terça-feira, passando depois a amarelo.

Sob aviso laranja estão também as Regiões montanhosas e a Costa sul da ilha da Madeira devido à previsão de chuva forte, que pode ser acompanhada de trovoada entre as 18:00 de hoje e as 00:00 de terça-feira, passando depois a amarelo até às 03:00 de quarta-feira.

Ainda no continente, o IPMA colocou também os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Aveiro, Castelo Branco, Coimbra e Braga com aviso amarelo até às 15:00 desta segunda-feira e Faro e Beja entre as 12:00 e as 15:00 de terça-feira por causa do vento forte.

Sob aviso amarelo estão ainda os distritos do Porto, Faro, Setúbal, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Beja, Aveiro, Coimbra e Braga até às 00:00 de terça-feira devido à agitação marítima, prevendo-se ondas de oeste/sudoeste com 4 a 5 metros.

O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Patrocinados