Mau tempo: mais de 600 ocorrências só no distrito de Lisboa

CNN Portugal , MM, com Lusa
8 dez 2022, 08:36

Mais de metade das ocorrências foram registadas na cidade de Lisboa. Oeiras e Sintra também fortemente afetados

A noite foi de enorme sobressalto no distrito de Lisboa, que contabilizou mais de 600 ocorrências relacionadas com o mau tempo. Pelo menos 14 pessoas tiveram de ser resgatadas pelos bombeiros.

Há uma vítima mortal a registar, uma mulher que morreu depois de uma inundação na cave onde vivia. Na habitação, residia um casal. O homem conseguiu salvar-se.

De todas as ocorrências registadas no distrito, mais de metade aconteceram na cidade de Lisboa e mobilizaram 730 operacionais. As zonas mais afetadas, além de todos os túneis, foram as avenidas 24 de Julho, Avenida de Berna, Rua de Xabregas e Estrada de Benfica.

O mau tempo atingiu também Hospital São Francisco Xavier. Uma parte do teto desta unidade hospitalar cedeu e fez com que vários pisos ficassem inundados.  Nas imagens a que a CNN Portugal teve acesso é possível ver a água a escorrer pelas escadas desta unidade hospitalar, numa espécie de cascata.

Sabe-se também que o bloco de cirurgia do Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, esteve inundado.

Os concelhos mais afetados pelo mau tempo foram Lisboa, Oeiras e Sintra, onde a Proteção Civil registou mais ocorrências.

Os distritos de Lisboa, Faro e Santarém estiveram até cerca das 02:30 de hoje em aviso vermelho, devido às previsões de chuva forte e trovoada, o mais grave de uma escala de três, é emitido sempre que existe uma situação meteorológica de risco extremo.

Setúbal, Leiria e Beja foram colocados em aviso laranja e os restantes distritos em amarelo.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) elevou o estado de alerta para laranja nos distritos de Lisboa, Setúbal, Faro e Santarém até às 14:00 devido às chuvas fortes que se fazem sentir no continente.

O comandante nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, disse ainda que Leiria, Beja, Évora e Portalegre se encontram em alerta amarelo.

Falando na sede da ANEPC em Carnaxide, em Oeiras, ao início da madrugada, André Fernandes indicou que no distrito de Lisboa e Setúbal havia várias estradas e linhas de comboio cortadas.

Os 18 distritos de Portugal Continental encontram-se hoje sob aviso amarelo, devido à previsão de chuva por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada e de rajadas fortes de vento.

Também os arquipélagos dos Açores e da Madeira estão sob aviso amarelo devido sobretudo à agitação marítima e ao vento forte.

O aviso amarelo corresponde a uma "situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

Mais Lidas

Patrocinados