Chuva está a melhorar e vários distritos do Norte passam de aviso vermelho a amarelo

Agência Lusa
1 jan, 14:35
Mau tempo em Lisboa (Horacio Villalobos/Getty Images)

Tarde vai ser de acalmia no estado do tempo

Os distritos de Viana do Castelo, Porto, Vila Real, Aveiro e Braga vão passar do aviso vermelho para amarelo às 15:00 deste domingo, com previsões de melhoria das condições ligadas à chuva, anunciou hoje o IPMA.

Numa atualização cerca das 12:30, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) avançou que alguns distritos do Norte até aqui muito fustigados por chuva persistente e fenómenos extremos de vento vão assistir a uma acalmia ao longo da tarde.

Descrito esta manhã por fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) como “o mais castigado” do Norte o país, o distrito de Viana do Castelo mantém o aviso vermelho por precipitação até às 15:00, passando a amarelo nesse horário e até às 18:00.

Em igual situação, no que se refere a perspetivas relacionadas com forte precipitação, estão os distritos do Porto, Vila Real, Aveiro e Braga, que passam do aviso vermelho a amarelo às 15:00.

Sob aviso laranja, o segundo mais grave, mantém-se o distrito de Viseu, entre as 12:00 e as 18:00 horas, enquanto os distritos de Leiria e de Coimbra subiram, hoje, do aviso amarelo ao laranja, uma indicação a manter-se até às 18:00 devido a precipitação intensa.

Já os distritos de Bragança, Évora, Guarda, Faro, Setúbal, Santarém, Lisboa, Beja, Castelo Branco, Portalegre mantêm os avisos amarelo, o menos grave, durante alguns períodos do dia de hoje.

No sábado, a ANEPC colocou sob alerta vermelho, a partir das 00:00 de domingo, os distritos do Porto, Viana do Castelo, Braga e Aveiro.

A ANEPC tem quatro estados de alerta especial (azul, amarelo, laranja e vermelho), que determinam o reforço da monitorização e incremento do grau de prontidão do dispositivo.

A Proteção Civil alertou ainda para a possibilidade de cheias em meio urbano em especial no Norte e Centro do país, recomendando a redução de deslocações.

Esta situação levou várias Câmara Municipais a cancelarem os festejos de Ano Novo.

Nos dias 07, 08 e 13 de dezembro, a chuva forte e persistente que caiu em Portugal continental afetou sobretudo os distritos de Lisboa, Setúbal, Portalegre e Santarém, causando dezenas de desalojados e prejuízos de milhões de euros em casas, estabelecimentos comerciais, viaturas e infraestruturas públicas.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Mais Lidas

Patrocinados