Polémica Carla Alves: ministra da Agricultura nega ter sido informada antes da tomada de posse

6 jan, 10:44

Ex-secretária de Estado demitiu-se apenas 25 horas depois de ter tomado posse por causa da polémica à volta do processo judicial do marido

O ministério da Agricultura negou, esta sexta-feira de manhã, que a ministra Maria do Céu Antunes tivesse sido informada pela ex-secretária de Estado Carla Alves do processo judicial relacionado com as contas arrestadas que detém em conjunto com o marido.

"Considerando as recentes notícias, o Ministério da Agricultura e da Alimentação informa que a Ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, não tinha conhecimento de qualquer envolvimento de Carla Alves em processos judiciais", afirma o comunicado.

Esta sexta-feira, o jornal Público noticiou que Carla Alves, antes de tomar posse, teria informado a ministra do processo que terminou com a sua demissão, ontem, apenas 25 horas depois de chegar ao cargo.

Quando confrontado pelo Público, o ministério disse não ter mais comentários a prestar sobre o assunto. No entanto, esta sexta-feira de manhã emitiu este comunicado.

O gabinete de António Costa não respondeu até ao final do dia de quinta-feira sobre se o primeiro-ministro conhecia o caso que envolve Carla Alves antes de ter proposto o nome a Belém.

Carla Alves, por arrasto do caso que envolve o marido, viu as contas de que também é titular serem arrestadas pela Justiça, confirmou a CNN Portugal em documentos a que teve acesso.  A Polícia Judiciária, na perícia financeira que realizou, terá ainda detetado, na esfera do casal, valores que são incompatíveis com os rendimentos declarados: entre 2013 e 2020 terão entrado nas contas de Carla Alves e Américo Pereira 700 mil euros que não estão justificados, o que pode indiciar eventuais práticas de fraude fiscal.

Carla Alves Pereira, natural de Bragança, tem 52 anos e é licenciada em Engenharia Zootécnica pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Antes de ser nomeada secretária de Estado da Agricultura, substituindo Rui Martinho, que deixou o cargo por motivos de saúde, era diretora regional de Agricultura e Pescas do Norte, cargo que ocupou desde dezembro de 2018. Antes, foi diretora do  Parque Biológico de Vinhais.

Relacionados

Governo

Mais Governo

Mais Lidas

Patrocinados