Número 2 dos Super Dragões entre nove detidos por homicídio na festa do título

Henrique Machado , em atualização
8 jun, 09:28

Polícia Judiciária levou a cabo 13 buscas no âmbito da Operação "Fim de festa"

Marco "Orelhas", número 2 da claque do FC Porto Super Dragões, e pai do principal suspeito, está entre os nove detidos de uma grande operação da Polícia Judiciária Porto, esta quarta-feira manhã, por coautoria no homicídio de Igor Silva, na noite dos festejos do título, no Porto, a 8 de maio.

Esta manhã, a Polícia Judiciária levou a cabo 13 buscas no âmbito da Operação "Fim de festa".

Em comunicado, aquela força policial informa que "a investigação desenvolvida pela Polícia Judiciária permitiu, no espaço de um mês, recolher indícios de que os suspeitos ora detidos, atuaram em conjugação de esforços nas agressões que provocaram a morte do jovem na referida data, estando, por isso, todos indiciados da coautoria nesse crime".  

Os detidos, com idades compreendidas entre os 20 e os 42 anos, alguns com vastos antecedentes criminais pela prática de crimes violentos, vão ser presentes à autoridade judiciária competente para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.

O número dois dos super dragões entregou-se à polícia depois do filho, ter sido detido por ser o principal suspeito de esfaquear o adepto do porto durante os festejos do título, tendo sido constituído arguido.

Renato Gonçalves está a aguardar julgamento em prisão preventiva.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados