Marcelo "nunca teve dúvidas" de que o Governo iria aumentar as pensões de acordo com a lei

Agência Lusa , PF
17 abr 2023, 19:40
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa (António Cotrim/Lusa)

"E eu sempre achei que iria fazer, porque se não fizesse havia problemas jurídicos que se levantavam", disse o Presidente da República

O Presidente da República afirmou esta segunda-feira que já contava que o Governo viesse a atualizar as pensões de acordo com a fórmula de cálculo legal, como anunciou o primeiro-ministro, porque caso contrário haveria problemas jurídicos.

"Ficámos a saber uma coisa que era para mim uma evidência: é que a base de cálculo do aumento de pensões vai ser a base correspondente ao aumento que haveria e que era devido pela aplicação da lei. Eu nunca tive dúvidas que ia acontecer", declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, à entrada para a Culturgest, em Lisboa.

Segundo o chefe de Estado, em matéria de pensões o Governo está agora "a fazer aquilo que podia ter feito quando a certa altura decidiu esperar para ver se podia fazer".

"E eu sempre achei que iria fazer, porque se não fizesse havia problemas jurídicos que se levantavam", reforçou.

Falando em termos gerais das medidas mais recentes do Governo para mitigar os efeitos da inflação, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que se destinam a "tentar acorrer a estes meses, até ao verão", acrescentando: "Pode ser necessário mais. Se for necessário mais, acho difícil que não haja mais".

Política

Mais Política

Mais Lidas

Patrocinados