Marcelo afirma que há "muita coisa nova no relacionamento entre Portugal e Brasil"

Agência Lusa , PF
2 jan, 19:52
Marcelo Rebelo de Sousa abraça Lula da Silva durante a tomada de posse, em Brasília (Jarbas Oliveria/Lusa)

Encontro entre o Presidente da República e Lula da Silva atrasou-se quatro horas devido à intensa agenda de encontros bilaterais do recém-empossado chefe de Estado do país sul-americano

O chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta segunda-feira, antes de ser recebido pelo recém-empossado presidente do Brasil, Lula da Silva, que já há "muita coisa nova no relacionamento entre Portugal e Brasil".

Em breves declarações aos jornalistas, à chegada ao Palácio Itamaraty, em Brasília, Marcelo Rebelo de Sousa realçou que com Lula da Silva houve, antes de mais, "a alegria do reatar da tradição de o presidente eleito ir a Portugal como primeiro país", o que aconteceu a meio de novembro.

"Depois, a possibilidade de abraçar o residente brasileiro", na cerimónia de posse, "e abraçá-lo em Portugal em breve", acrescentou o chefe de Estado português, referindo-se à visita de Estado de Lula da Silva a Portugal prevista para abril.

"Verdadeiramente, muita coisa nova no relacionamento entre Portugal e Brasil – Brasil multilateral, Brasil na cena internacional, Brasil nas organizações em que faz muita falta", concluiu Marcelo Rebelo de Sousa.

O encontro do Presidente português com o presidente do Brasil estava previsto para as 12:00 locais (15:00 em Portugal continental), mas atrasou-se pelo menos quatro horas, devido à agenda intensa de encontros bilaterais de Lula da Silva neste dia seguinte à posse.

A Presidência da República Portuguesa divulgou inicialmente que o encontro seria no Palácio de Planalto, mas todas as reuniões bilaterais de Lula da Silva desta segunda-feira estão a decorrer no Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados