Marcelo lamenta morte de Orlando Costa e destaca percurso do ator

Agência Lusa , CF
19 ago, 22:19
Sebastião pereira

Presidente da República refere também que enviou “sentidas condolências” à família do ator, falecido hoje aos 73 anos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou “sentidas condolências” à família do ator Orlando Costa, que morreu esta sexta-feira aos 73 anos, e destacou a sua prestação como protagonista da série televisiva “Zé Gato”.

Numa nota publicada no ‘site’ da Presidência, o chefe de Estado destaca o percurso do ator, que “trabalhou com o TEC [Teatro Experimental de Cascais], participou ativamente nos primeiros anos da Cornucópia, fez algum cinema (com Eduardo Geada, Jorge Silva Melo, Luís Filipe Rocha, Teresa Villaverde, João Canijo, Margarida Gil ou Tiago Guedes, entre outros) e muita televisão (novelas, séries e telefilmes)”.

Considerando que “certos atores, por mais longa e diversificada que tenha sido a sua carreira, ficam para sempre ligados na nossa memória a uma ou outra personagem que interpretaram”, Marcelo Rebelo de Sousa assinala que “não é difícil dizer qual a personagem que todos associamos a Orlando Costa: Zé Gato”.

Para o chefe de Estado, esta série televisiva foi, “a vários títulos, marcante”.

“Assinalou o lançamento do segundo canal da RTP, teve como coargumentista o escritor Dinis Machado, aventurou-se no registo policial, e trouxe à televisão portuguesa um realismo cinematográfico «sujo» e verosímil ainda hoje raro”, salienta.

Na nota, o Presidente da República refere também que enviou “sentidas condolências” à família de Orlando Costa.

O ator Orlando Costa, que protagonizou a série televisiva “Zé Gato”, morreu esta sexta-feira em casa, aos 73 anos, confirmou à Lusa fonte da Casa do Artista, em Lisboa.

Artes

Mais Artes

Patrocinados