Marcelo e Lula reuniram-se durante uma hora e quinze minutos

Agência Lusa , DCT
18 nov, 18:38
Filipe Nyusi, Lula da Silva e Marcelo Rebelo de Sousa (Lusa/Tiago Petinga)

Após os encontros, não houve declarações à comunicação social

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, e o Presidente eleito do Brasil, Lula da Silva, reuniram-se esta sexta-feira durante cerca de uma hora e quinze minutos no Palácio de Belém, em Lisboa.

Antes, o Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, esteve também com Marcelo Rebelo de Sousa e Lula da Silva, num encontro a três que não estava previsto e que durou aproximadamente quinze minutos.

Após os encontros, não houve declarações à comunicação social.

Lula da Silva, que às 20:00 de hoje será recebido pelo primeiro-ministro português, António Costa, na residência oficial de São Bento, em Lisboa, remeteu declarações para mais tarde.

O ministro português dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, participou no encontro de Marcelo Rebelo de Sousa com Lula da Silva, mas saiu um pouco antes do fim.

O Presidente eleito do Brasil está de visita a Portugal depois de ter participado na 27.ª Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP27), em Sharm el-Sheikh, no Egito.

Luiz Inácio Lula da Silva, que já cumpriu dois mandatos como Presidente do Brasil, entre 2003 e 2011, foi novamente eleito em 30 de outubro, na segunda volta da eleição presidencial brasileira, com 50,9% dos votos, derrotando o chefe de Estado brasileiro em exercício, Jair Bolsonaro.

Nessa noite, logo depois de o Supremo Tribunal Eleitoral do Brasil dar eleição como matematicamente definida, o chefe de Estado português felicitou Lula da Silva e manifestou-se certo de que o seu mandato "corresponderá a um período promissor nas relações fraternais" com Portugal.

De acordo com a Presidência da República Portuguesa, na sequência dessa mensagem de felicitações, Marcelo Rebelo de Sousa "falou telefonicamente, ao início da madrugada de Lisboa, com o Presidente eleito do Brasil Lula da Silva, tendo ambos reiterado a importância das boas relações entre os dois povos e os dois países irmãos".

Marcelo Rebelo de Sousa já tinha anunciado em setembro a intenção de estar presente na posse do próximo Presidente do Brasil, em 01 de janeiro de 2023, em Brasília.

Filipe Nyusi deslocou-se a Portugal a convite do chefe de Estado português para uma visita entre hoje e domingo, que inclui também hoje um encontro com o primeiro-ministro, António Costa.

Política

Mais Política

Patrocinados