Guterres luta "com paixão" pelo multilateralismo e "nunca desiste da paz", elogia Marcelo

Agência Lusa , BCE
5 jan, 23:05
António Guterres e Marcelo Rebelo de Sousa (António Cotrim/Lusa)

O Presidente da República deixou rasgados elogios aos secretário-geral da ONU

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, fez esta quinta-feira um discurso de elogio e agradecimento a António Guterres, considerando que o secretário-geral das Nações Unidas luta "com paixão" pelo multilateralismo e "nunca desiste da paz".

Marcelo Rebelo de Sousa falava na Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa, no fim da cerimónia de entrega do Prémio Universidade de Lisboa 2020 a António Guterres.

Tratando António Guterres por "querido amigo" e referindo que se conhecem há 55 anos, o chefe de Estado descreveu-o como alguém "excecionalmente culto" e "brilhantíssimo como académico" que "projetou Portugal no mundo e projeta todos os dias e continuará a projetar".

O Presidente da República defendeu que, como secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres "nunca desiste da preocupação climática, como nunca desiste da correção das desigualdades económicas e sociais, como nunca desiste da proteção dos direitos humanos".

"Como nunca desiste da paz. Não desiste. Pode ser uma tarefa difícil, pode haver vetos cruzados no Conselho de Segurança, pode haver o apelo à emocionalidade da guerra, à irracionalidade que vamos vivendo pelo mundo. Pois ele resiste. Ele resiste tenazmente", acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa descreve também Guterres como "um homem de causas", que "luta pelas suas causas com paixão", desde a juventude, quando "atuou nos bairros de lata" e "nas inundações de 1967".

"É com paixão que tenta lutar pelo multilateralismo num tempo de unilateralismo, de egoísmo, de isolamento. É com paixão que ele olha para o futuro, como se tivesse a idade que tinha nos anos 60 ou 70", afirmou.

Relacionados

Política

Mais Política

Patrocinados