"Este 2022 tem de ser mesmo Ano Novo, vida nova": a mensagem de Marcelo

1 jan, 20:22

O Presidente da República fez ao início da noite deste sábado a sua quinta mensagem de ano novo ao país, a primeira do seu segundo mandato. Para 2022, ano de "virar a página", Marcelo quer um Governo com "legitimidade renovada"

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou este sábado que o segundo mandato enquanto Presidente da República "não começou em dias fáceis", mas que 2022 é um ano para "virar a página", principalmente a da pandemia, sublinhando que "os primeiros meses são cruciais".

"Quase seis meses foram aqui e lá fora ainda mais duros que 2020: em pandemia, paragem económica e crise social", porém "resistimos, convivemos, vacinámos e abrimos escolas presenciais", começou por afirmar o Presidente.

Na mensagem tradicional de Ano Novo, proferida no Palácio de Belém, o chefe de Estado enalteceu os avanços de Portugal na presidência da União Europeia, como a aprovação do certificado digital e a Lei do Clima: "Tudo no meio da pandemia, que teimou em persistir no final do ano e nos obriga serena, mas teimosamente, a testar, a vacinar e a resistir e a com ela aprender a conviver".

"Este 2022 tem de ser mesmo ano novo, vida nova. Num mundo com menos pandemia e mais crescimento, menos pobreza e empenho no clima, menos egoísmo e mais atenção ao custo imediato da vida", apontou.

“O ano que findou prometia ser um fim e um recomeço, mas não foi. Esboçou esse recomeço, tarde e timidamente. O ano que hoje iniciamos tem de virar a página, consolidando, decidindo, reinventando, reaproximando. Retomemos a caminhada juntos”, apelou.

Marcelo pede Governo que dê "previsibilidade"

O Presidente da República apelou a que a próxima Assembleia da República “dê voz ao pluralismo de opiniões e de soluções” e que o Governo garanta “previsibilidade para as pessoas e para os seus projetos de vida”. 

Marcelo Rebelo de Sousa abordou as eleições legislativas de 30 de janeiro para defender que os portugueses terão de “decidir a Assembleia da República e o Governo para os próximos quatro anos, uma Assembleia da República e um Governo com legitimidade renovada”. 

“Uma Assembleia da República que dê voz ao pluralismo de opiniões e soluções, um Governo que possa refazer, também ele, esperanças e confianças perdidas ou enfraquecidas, e garantir previsibilidade para as pessoas e para os seus projetos de vida”, afirmou. 

PR Marcelo

Mais PR Marcelo

Patrocinados