Espanha
20:00
0 - 0
Itália

Inundações provocam quatro mortes na província de Maputo

Agência Lusa , CF
9 fev 2023, 20:10
Inundações em Maputo (EPA/Luisa Nhantumbo)

Duas das vítimas são crianças

As inundações de esta quinta-feira na província de Maputo provocaram quatro mortes, três em Boane e uma num bairro periférico da capital moçambicana, anunciaram as autoridades.

“Temos registo de três óbitos” notificados por líderes comunitários, anunciou Jacinto Loureiro, presidente do município de Boane, 30 quilómetros a sudoeste de Maputo.

Uma das mortes foi provocada por eletrocussão, enquanto outras duas são de crianças, uma atingida pela parede de uma habitação que ruiu e outra vítima de afogamento, detalhou.

Uma outra criança perdeu a vida afogada no bairro T3 na periferia de Maputo, referiu Paulo Tomás, porta-voz do Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD), à Televisão de Moçambique (TVM).

Ainda em Boane, em que parte do município está submerso devido à subida de caudal dos rios, um automóvel foi arrastado pela água ao tentar atravessar uma ponte e as autoridades estão a tentar apurar o paradeiro do condutor.

A movimentação de terras provocou ainda o descarrilamento de um comboio com vagões cisterna vazios na linha de Goba, que liga Moçambique ao reino de Essuatíni.

Segundo os dados mais recentes do INGD, há cerca de 2.700 famílias afetadas, com casas inundadas ou sitiadas pela água na província de Maputo, além de danos em diversas infraestruturas como estradas, escolas e unidades sanitárias.

A ocorrência de inundações é recorrente nesta altura do ano em Moçambique, que está em plena época das chuvas, mas, ainda assim, a pluviosidade tem estado acima do esperado.

A chuva de esta quinta-feira e de quarta-feira superou os 170 milímetros, ou seja, mais que a média estimada para todo o mês de fevereiro na região da capital, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inam) moçambicano.

As previsões continuam a apontar para chuva intensa até domingo.

África

Mais África

Patrocinados