Manifestantes invadiram edifício em Lisboa onde estava o ministro da Economia

Agência Lusa , MJC - Notícia atualizada às 18:00
12 nov, 15:43

Manifestação este sábado sob o lema "Unir contra o fracasso climático"

Dezenas de manifestantes invadiram este sábado um edifício em Lisboa, onde decorria um evento privado com o ministro da Economia, António Costa Silva, durante uma marcha contra o Fracasso Climático.

No exterior do edifício, na Avenida Defensores de Chaves, centenas de manifestantes da marcha pelo clima, uma iniciativa organizada pela coligação “Unir Contra o Fracasso Climático”, cantavam "Fora, fora Costa Silva".

Alguns manifestantes entraram dentro do edifício onde se encontrava o ministro da Economia, num evento privado num espaço cedido pela Ordem dos Contabilistas a uma organização, tendo sido chamadas as forças de segurança.

Duas unidades das forças de segurança entraram dentro do prédio, sendo os manifestantes retirados, alguns deles arrastados pelas forças de segurança.

"Não vamos sair daqui enquanto ele [ministro da Economia] não sair", sublinhavam.

Posteriormente, foi criado um cordão formado por entre 15 a 20 forças de segurança à entrada do edifício.

Entretanto, os manifestantes abandonaram o local, passando pelo Arco do Cego, onde fizeram uma paragem de cerca de 15 minutos, seguindo para o Liceu Camões, onde chegaram por volta das 16:30.

Estava marcada para hoje uma marcha pelo clima, às 14:00, no Campo Pequeno, Lisboa, organizada pela coligação “Unir Contra o Fracasso Climático", da qual fazem parte o Climáximo, DiEM25, Greve Climática Estudantil – Lisboa, Sciaena, Scientist Rebellion Portugal, Último Recurso, UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta e a Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável.

Desde segunda-feira, o movimento Greve Climática Estudantil Lisboa iniciou um protesto que incluiu a ocupação de seis escolas e universidades de Lisboa, iniciativa que visa exigir o fim aos combustíveis fósseis até 2030 e a demissão do ministro da Economia e do Mar.

As ocupações coincidem com a Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP27), que decorre desde domingo em Sharm el-Sheikh, no Egito, até ao próximo dia 18.

Relacionados

Clima

Mais Clima

Patrocinados