Mãe suspeita de matar filho à facada fica em prisão preventiva

Amílcar Matos , com Lusa - notícia atualizada às 19:49
15 nov, 18:37

Uma decisão do Tribunal de Setúbal

A jovem de 24 anos suspeita de ter matado o filho à facada na cidade de Vila Nova de Santo André, concelho de Santiago do Cacém, vai aguardar julgamento em prisão preventiva.

Ao que a CNN Portugal conseguiu apurar, a suspeita, de nacionalidade brasileira, vai ser encaminhada para a ala de internamento compulsivo do Hospital Prisional São João Deus, em Caxias. A decisão partiu do Tribunal de Setúbal.

O Ministério Público abriu, na segunda-feira, um inquérito ao presumível homicídio do menino de ano e meio.

A jovem de 24 anos terá matado o filho com recurso a uma faca de cozinha. O crime ocorreu no interior da habitação onde mãe e filho residiam, no Bairro do Pinhal.

Inquérito está em segredo de justiça

O inquérito foi colocado em segredo de justiça a pedido do Ministério Público (MP), segundo nota difundida pelo Conselho Superior da Magistratura (CSM).

Uma nota à comunicação social da juíza de instrução criminal do Tribunal da Comarca de Setúbal, divulgada pelo CSM, adianta que "nestes autos em que são investigadas as causas que terão levado à morte de uma criança na localidade de Vila Nova de Santo André, o Ministério Público requereu que o presente processo passasse a ser abrangido pelo segredo de justiça durante a fase de inquérito, o que foi validado pelo Tribunal".

A mesma nota adianta que "na sequência de primeiro interrogatório judicial de arguida detida foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva, substituída por medida de internamento em Hospital Psiquiátrico, enquanto a anomalia persistir".

Fonte policial disse à Lusa que a arguida se encontra internada no Hospital Prisional de Caxias.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados