Suspeito de raptar Madeleine McCann diz ter álibi

2 mai, 16:00
Maddie McCann: Christian Brueckner constituído arguido a duas semanas do caso prescrever

Christian B. diz ter estado longe do local do rapto, com uma mulher, na noite do desaparecimento

Christian Brückner, conhecido como Christian B., é o principal suspeito de ter raptado Madeleine McCann na noite de 3 de maio de 2007 na praia da luz, Algarve.

No entanto, de acordo com a Sky News, o próprio afirma que nessa noite se encontrava perto de Faro, a ter relações sexuais com uma mulher alemã mais nova do que ele, na sua autocaravana.

O suspeito afirma que no dia seguinte levou essa mesma mulher ao aeroporto de Faro, para um voo de regresso à Alemanha. Pelo caminho, diz ter sido parado por um bloqueio policial da estrada, onde foi fotografado. Afirma também que a polícia portuguesa deverá ter registos desse evento, que provarão a sua inocência.

Christian B. foi também acusado de violação, sendo que a polícia alemã diz ter encontrado uma fotografia da mulher alemã referida pelo suspeito, deitada na sua autocaravana.

O suspeito diz ainda ter identificado a mulher com quem afirma ter estado em maio de 2007 e afirma que essa mulher irá apoiar o seu álibi. Se tal for comprovado, irá contradizer a prova policial que o declarou como suspeito do rapto.

De acordo com a polícia, o telemóvel de Christian terá sido identificado perto da praia da luz entre as 19h32 e as 20h02 do dia 3 de maio de 2007.

Christian Brückner encontra-se a cumprir uma pena de sete anos de prisão, na Alemanha, pela violação de uma cidadã americana, também no Algarve. Madeleine McCann tinha 4 anos na altura do seu desaparecimento.

 

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados