Miguel Albuquerque retira Programa do Governo para negociar com partidos

19 jun, 19:46
Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional da Madeira (HOMEM DE GOUVEIA/LUSA)

Novo documento tem de ser apresentado e aprovado até 6 de julho, ou seja, 30 dias após a tomada de posse

O Programa do Governo da Madeira já não vai ser votado esta quinta-feira, anunciou Miguel Albuquerque. O presidente do Governo Regional decidiu retirar o programa para poder negociar com os partidos e evitar o chumbo no Parlamento.

Depois de PS, JPP e Chega terem anunciado o voto contra (os três partidos somam um total de 24 deputados dos 47 que compõem o hemiciclo, o que equivale a uma maioria absoluta), Miguel Albuquerque vai agora negociar com os partidos um novo programa.

O novo documento tem de ser apresentado e aprovado até 6 de julho, ou seja, 30 dias após a tomada de posse.

Numa declaração aos jornalistas na Quinta Vigia, no Funchal, o governante salientou que o processo negocial com as várias forças políticas prossegue e que apresentará um novo Programa do Governo “nos próximos dias”, perspetivando que “o bom senso vai prevalecer”.

“Nós temos todas as condições para, ainda este ano, termos o orçamento aprovado”, declarou Miguel Albuquerque, lembrando que isso só pode acontecer com a aprovação do Programa do Governo.

Na declaração aos jornalistas, o chefe do executivo madeirense não quis especificar com que partidos irá negociar a aprovação do programa, mas realçou que “a maior relutância” neste momento “parte do PS e do JPP”.

O Programa do Governo da Madeira começou a ser discutido na terça-feira, sendo que a votação estava prevista para quinta-feira.

Relacionados

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados