Apreendidos 13.800 litros de bebidas produzidas de forma ilegal na Madeira

Agência Lusa , CF
26 jul, 17:42
GNR

O valor total estimado relativo às bebidas e equipamento apreendido é superior a 500 mil euros

A Guarda Nacional Republicana (GNR) apreendeu na Madeira 13.800 litros de aguardente e bebidas espirituosas produzidas de forma ilegal, no âmbito de uma investigação na qual foram constituídos arguidos cinco homens, foi esta terça-feira anunciado.

Na informação, o Comando Territorial da GNR refere que esta operação, denominada ‘Alba Sublimatum’, foi desencadeada na segunda-feira e teve como alvo “diversos locais onde recaíam suspeitas de se produzir e comercializar, de forma ilegal, bebidas alcoólicas” nos concelhos de Santa Cruz (zona leste do Funchal) e Câmara de Lobos (a oeste).

A nota adianta que a apreensão destas bebidas resultou de uma investigação que “durava há cerca de um ano, por indicação do Ministério Público (MP) de Santa Cruz, na Ilha da Madeira”.

Complementa que “os militares da GNR levaram a cabo diligências policiais que culminaram com o cumprimento de sete mandados de busca, seis domiciliárias e uma em estabelecimento comercial”.

Nestas ações foram apreendidos mais de 13.800 litros de aguardente e bebidas espirituosas, 4.400 litros de açúcar branco, três viaturas, uma cuba em inox com capacidade para 1.000 litros, 932 euros em numerário, quatro telemóveis, um computador portátil, documentação diversa relativa à atividade ilícita, 23 garrafas de gás propano de 45 quilos, 39 cubas de plástico de dimensões diversas, um empilhador e material diverso relacionado com esta atividade ilegal, enuncia.

Segundo a GNR, o valor total estimado “relativo às bebidas e equipamento apreendido é superior a 500 mil euros”.

O Comando Territorial adianta que, “no seguimento da ação, foram constituídos arguidos cinco homens com idades compreendidas entre os 45 e os 70 anos”.

Esta operação envolveu 51 militares do Comando Territorial da Madeira, pertencentes à Secção de Investigação Criminal, aos postos do Funchal, São Vicente, do Aeroporto, da Zona Franca, à Secção Naval e à Secção Cinotécnica e ao Núcleo de Proteção da Natureza (NPA), menciona a mesma informação.

País

Mais País

Patrocinados