«Estou incrivelmente enojado e desapontado com Paulo Sousa»

27 dez 2021, 09:35
Zbigniew Boniek (Reuters)

Boniek foi o responsável pela contratação do português para a seleção polaca

Responsável pela contratação de Paulo Sousa como selecionador da Polónia, Zbigniew Boniek mostra-se chocado com a atitude do técnico português, que solicitou a rescisão de contrato para assumir o comando do Flamengo.

«Devo dizer que estou incrivelmente enojado e um pouco desapontado. Ouvi que Paulo Sousa ligou ao presidente da federação a dizer que queria sair. Isto é incrivelmente poderoso. Não o imagino a sentar-se no banco do Luzhniki (ndr. a Polónia defronta a Rússia no playoff do Mundial 2022). Provavelmente os jogadores ouviram isto e estão surpreendidos», diz o antigo presidente da federação polaca e glória do futebol deste país.

«Sinto-me estranho com isto. Fui eu que o tornei selecionador. É inteligente, conhece o futebol. A missão dele era colocar-nos no playoff, e conseguiu. Por outro lado, contávamos passar a fase de grupos no Europeu», acrescenta Boniek.

Relativamente à rescisão de contrato, e uma vez que a federação polaca já deixou claro que não vai facilitar, Boniek diz que Paulo Sousa não tem tarefa fácil.

«O dinheiro tem um valor destrutivo. Após receber uma oferta específica, vejo que algo mudou. O contrato é bom, e deixa claro que ele não pode aceitar outra proposta enquanto estiver vinculado à federação polaca. Se o fizer, está a quebrar o contrato. Isso está entre as quatro ou cinco cláusulas que permitem à federação terminar o contrato. O contrato é praticamente inquebrável se a federação assim o quiser», garante.

Relacionados

Patrocinados