Cristiano Ronaldo: «Quero ver se chego aos 40 anos a jogar, 41, 42...»

13 jan, 12:12
10.º: Cristiano Ronaldo
10.º: Cristiano Ronaldo

Internacional português falou sobre o fenómeno da longevidade em entrevista à ESPN

PUB

Cristiano Ronaldo está a poucos dias de festejar 37 anos e, em entrevista à ESPN Brasil, o internacional português renovou a vontade de continuar a jogar até aos 40 anos e falou dos segredos da sua longevidade no futebol, rejeitando comparações com outras carreiras longas, como as de LeBron James, Tom Brady ou Roger Federer.

«Geneticamente, não vou dizer 25 para não exagerar, mas sinto-me como se tivesse 30 anos. Cuido bastante do meu corpo e da minha mente. Foi algo que aprendi nos últimos anos: depois dos 33, o corpo vai continuar a respeitar quando você precisar dele, mas a batalha mais dura é mental. É o mais difícil. Estou focado no aspeto mental, porque sei que o corpo vai aguentar, porque respeito muito o corpo e dou-lhe muitos mimos», começou por destacar o jogador do Manchester United.

PUB

Um fenómeno de longevidade comparável com atletas de outros desportos, como LeBron James (37 anos), no basquetebol, Tom Brady (44), no futebol americano, ou mesmo Roger Federer (40), no ténis. «Acho que em outras modalidades é diferente. Não há, na minha opinião, tanta sobrecarga como no futebol. Eles têm também um período maior de recuperação. Costumam ter três meses de férias... No ténis é mais intenso, viajam mais... Bom, não quero falar, mas já pensei nisso também», comentou.

PUB
PUB
PUB

O assunto da longevidade prolongou-se na entrevista, com Cristiano Ronaldo a assumir que estuda o tema de forma profunda. «Gosto muito de estudar. A longevidade é algo que me fascina no que tenho vindo a estudar nos últimos tempos. Mas não é o que quero falar aqui. Fico muito feliz por ser um jogador que tenho mostrado que a longevidade tem sido um factor crucial para continuar a jogar e a desfrutar. E a seguir a um nível de atuação bom», acrescentou.

Uma longevidade sem fim à vista e que até pode ir além dos 40 anos, em 2025. «Estou feliz, quero continuar aqui [no Manchester United], ver no que vai dar. Quero ver se chego aos 40 anos a jogar, 41, 42... Mas o mais importante é desfrutar o momento», referiu.

Quanto aos segredos para continuar ao mais alto nível, Cristiano Ronaldo abre o jogo. «Acho que a capacidade de um jogador é ter a inteligência de ler um jogo. A experiência dá-nos isso. E tenho experiência, conheço meu corpo. Sei quando posso ir, quando não posso. No meu ponto de vista, a capacidade que temos de ter é a adaptação. É a palavra mais adequada ao jogador para conseguir jogar por alguns anos. Eu consegui ter esse equilíbrio. Saber adaptar a cada idade a uma nova filosofia de jogo, do seu corpo, da sua mente...», revelou.

PUB
PUB
PUB

Uma carreira longa, com poucos pontos de arrependimento. «Prefiro olhar de uma maneira positiva para as coisas, que é: todas as experiências que eu vou levar quando acabar minha carreira foram bonitas, independentemente dos resultados finais. Mesmo sem ter ganho coisas grandes, e todos clubes acho que querem ganhar a Champions, mas todas as experiências, decisões que tomei, não me arrependo. A vida é assim, feita de experiências, momentos, e desfrutei de todas que tive», destacou ainda.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados