Bernardo: «Barcelona? Fui claro com o Man City, sabem o que quero»

10 ago, 15:15
Bernardo Silva

Internacional português garante que tem relação de respeito com o clube inglês mas não fecha a porta à saída neste mercado

O interesse do Barcelona em Bernardo Silva já é público, mas o internacional português ainda não esclareceu se quer deixar o Manchester City e rumar ao Camp Nou. Contudo, o camisola 20 dos citizens garante que no Etihad estão a par das suas intenções.

«Sempre disse que estou feliz aqui, mas não faço ideia do que vai acontecer. Veremos, honestamente. A minha relação com o clube é muito honesta. Eu fui claro com eles e eles sabem o que eu quero. Se eu ficar, estou muito feliz e sempre respeitarei este clube e darei o meu melhor. Se não, é futebol e vamos ver o que acontece», disse, numa extensa entrevista à ESPN.

Seja qual for o desfecho neste mercado de transferências, Bernardo acredita que «acontecerá de uma maneira muito respeitadora».

«O Manchester City é um grande clube e não quer jogadores que não estão felizes no clube. Dizem-nos que se não estamos felizes, podemos sair. Claro, isto é um negócio e querem a quantia certa de dinheiro para nos deixar ir. Pessoalmente, tenho uma relação de muito respeito com o clube. Eles sempre foram honestos comigo e eu sempre fui honesto com eles», vincou.

O médio português também admitiu que sente estar a receber maior crédito pelo trabalho que tem desenvolvido nas última épocas, mas lamentou que os jogadores do Manchester City não sejam tão valorizados.

«Sinto muito apoio dos adeptos e eles mostram muito apreço pelo que eu faço. De fora, nem tanto. Não estou a reclamar, mas sinto que outros clubes recebem muito mais crédito do que o Man. City por fazer menos. Por exemplo, quando eu estava no Benfica – um grande clube em Portugal com mais adeptos, mais tudo – fazia algo bom e quem está de fora faz parecer ótimo. Aqui, no Man. City, fazes algo grande e fazem parecer que é simplesmente bom», explicou.

Erling Haaland encabeça a lista de reforços sonantes dos citizens para 2022/23, mas Bernardo realça que esta edição da Premier League vai ser «imprevisível».

«Olhando para o que aconteceu nas últimas quatro ou cinco temporadas, vemos City e Liverpool e pensamos que serão os dois favoritos, mas temos de ver a equipa que o Chelsea está a construir. O Tottenham está a ficar muito melhor, o Arsenal também, o Manchester United tem um novo treinador e algumas novas contratações. Está a ficar cada vez mais competitivo a cada ano», analisou.

O jogador português anteviu ainda o Mundial do Qatar, que decorre entre novembro e dezembro e incluiu a turma das Quinas entre as favoritas à conquista do troféu.

«Nós vamos tentar. Sabemos que é muito, muito difícil porque existe Alemanha, Argentina, Brasil, França, Espanha, Holanda ou Inglaterra. Vamos estar lá em cima e sabemos que temos grandes jogadores, mas somos um dos 10 favoritos. Dessas equipas, não podemos saber quem se vai sair melhor», rematou.

Relacionados

Patrocinados