Palmeiras de Abel vence Al Ahly e está na final do Mundial de Clubes

8 fev, 18:26

Verdão derrotou egípcios por 2-0 com golos de Dudu e Raphael Veiga. Final de sábado ante Jardim ou Chelsea

O Palmeiras, de Abel Ferreira, venceu o Al Ahly (2-0) esta terça-feira e qualificou-se para a final do Mundial de Clubes, pela primeira vez na história.

Nos Emirados Árabes Unidos, o Al Ahly contou com o ex-Sporting Rami Rabia e cinco jogadores que menos de 48 horas antes disputavam a final da CAN, ao serviço do Egito (dois a titular e três no banco).

O emblema brasileiro entrou melhor na partida e foi dono e senhor da posse de bola no primeiro tempo. Ainda assim, as investidas do Verdão esbarravam na organização defensiva dos egípcios e não se contavam muitas oportunidades de golo.

Mas no melhor pano cai a nódoa e, aos 39 minutos, começou o «show» da dupla Dudu e Veiga. Danilo recuperou a bola, colocou em Dudu que, com um toque sublime isolou Raphael Veiga, que apareceu solto na grande área graças a um grave erro de marcação da defesa do Al Ahly. No frente a frente com Aly Lofti, o atacante brasileiro só teve de escolher o lado para abrir o marcador.

O segundo tempo começou como terminou o primeiro.

Quatro minutos depois do regresso dos balneários, inverteram-se os papéis. Com um ligeiro desvio, Raphael Veiga deixou Dudu solto no corredor direito e o camisola 7 do Palmeiras galgou vários metros de terreno para depois, com um remate cruzado, fazer o 2-0.

O segundo golo da equipa de Abel galvanizou a turma egípcia, que somou algumas ocasiões de golo e ainda pregou um susto ao Palmeiras, aos 72 minutos. Weverton, com uma má abordagem, largou a bola para a frente e Mohamed Sherif colocou-a no fundo das redes, mas estava em posição adiantada e o lance foi invalidado.

Se o Al Ahly já corria atrás do prejuízo, as esperanças reduziram quando, aos 80 minutos, o capitão Ayman Ashraf foi expulso. O defesa de 30 anos cometeu uma entrada duríssima sobre Rony e foi expulso, após o árbitro do encontro ter consultado o VAR.

Em tempo de compensação, Weverton redimiu-se e protagonizou uma boa defesa a evitar o 2-1, após remate de Hany, antes ainda de o Al Ahly rematar à trave.

Com este triunfo, o Palmeiras avança para o jogo decisivo e fica à espera do vencedor do encontro entre o Al-Hilal de Leonardo Jardim e o campeão europeu Chelsea, que se joga esta quarta-feira. A final está marcada para o próximo sábado.

Relacionados

Patrocinados