Abel homenageado em São Paulo: «Nem sempre sou o melhor exemplo»

24 set, 11:55
Abel recebe título de cidadão paulistano

Técnico português recebeu título de cidadão paulistano

Mais uma distinção para Abel Ferreira no Brasil, mas esta não foi conquistada no relvado. O treinador português recebeu na sexta-feira o título de cidadão paulistano, numa cerimónia na Câmara Municipal de São Paulo.

Acompanhado pela esposa e pelas filhas, o técnico do Palmeiras não conteve a emoção.

«Sinto-me paulistano desde o primeiro dia em que cheguei. Como ser humano que sou, e agora cidadão paulistano também, tenho medos, receios, fraquezas, nem sempre sou um bom pai, marido e treinador, mas procuro, acima de tudo, aprender com os meus erros, seguir em frente e ser melhor», começou por dizer.

«Existe uma frase no brasão de uma das maiores cidades do mundo, que é São Paulo, que diz: 'não sou conduzido, conduzo'. Eu cheguei e disse que todos somos um. O Brasil é uma grande potência não só pelo tamanho do país, mas pelo tamanho da criatividade das pessoas. Sempre disse que aqui as pessoas sabem receber. É uma grande honra e um grande orgulho receber este título de cidadão paulistano. Espero estar cada vez mais à altura de representar uma das maiores cidades do mundo. Não estou aqui como palmeirense ou treinador, hoje sou mais um de vós. Hoje sinto-me um cidadão paulistano», vincou.

Abel ficou a saber também que em breve vai receber a medalha do Mérito Desportivo do Estado de São Paulo. Na cerimónia, estiveram presentes alguns adeptos do Palmeiras que entoaram vários cânticos e a quem o timoneiro luso dedicou algumas palavras.

«Futebol é a minha profissão, a minha paixão, mas sei que nem sempre sou o melhor exemplo. É verdade que fora sou tímido. Se me perguntassem há dez anos se era capaz estar à frente de uma plateia e dizer uma palavra que fosse, eu diria que não, que era impossível. Através da leitura e da educação, fui crescendo, sou capaz de estar numa plateia destas e dizer o que me vai no coração. Para mim, a maior ferramenta que o ser humano pode ter é o acesso a educação e formação», concluiu.

O treinador português, note-se, vive em São Paulo desde novembro de 2020, quando assumiu o comando do Palmeiras. Conquistou a Taça dos Libertadores de 2020 e 2021, a Copa do Brasil de 2020, a Recopa Sul-Americana de 2022 e o Paulistão de 2022. Neste momento, é líder isolado do campeonato brasileiro.

Relacionados

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados