"Ainda não desistimos". Pais de Maddie reagem após cidadão alemão ser constituído arguido

22 abr, 18:54
Christian Brueckner

Casal McCan afirma que ainda tem esperança de poder voltar a ver a filha com vida

Kate e Gerry McCann reagiram esta sexta-feira à notícia de que Christan Brückner foi constituído arguido pela polícia portuguesa no caso do desaparecimento de Madeleine McCann, criança britânica que desapareceu na praia da Luz, Algarve, em maio de 2007.

“Acolhemos a notícia de que as autoridades portuguesas declararam um homem alemão arguido no caso do desaparecimento da nossa querida filha Madeleine”, pode ler-se numa nota assinada por “Kate & Gerry”, e que foi publicada no website findmadeleine.com.

O casal diz que isso "reflete progressos na investigação", que está a ser conduzida pelas autoridades portuguesas, alemãs e britânicas, que continuam a informar a família McCann de todos os desenvolvimentos.

"É importante referir que o arguido ainda não foi acusado de nenhum crime relacionado com o desparecimento da Madeleine", nota o comunicado.

No fim do comunicado, mais uma mensagem de esperança: "Ainda que as hipóteses sejam poucas, ainda não desistimos da esperança de que a Madeleine esteja viva e que nos podemos voltar a encontrar com ela".

O cidadão alemão Christian Brückner foi esta quinta-feira constituído arguido pela comarca de Faro do Ministério Público pelo caso do desaparecimento de Maddie McCann.

"No âmbito do inquérito onde se investigam as circunstâncias que rodearam o desaparecimento, em 2007, de Madeleine McCann foi constituído um arguido", pode ler-se na nota divulgada pelo Ministério Público.

Na nota, o Ministério Público refere que o "arguido foi constituído pelas autoridades alemãs em execução de um pedido de cooperação judiciária internacional emitido pelo Ministério Público de Portugal".

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados