Pelo menos 98 mortos nas Filipinas à passagem da tempestade Nalgae

Agência Lusa , AM
31 out, 06:28
Ciclone Nalgae nas Filipinas (Associated Press)

Maioria das vítimas foi registada na ilha de Mindanau. Já Macau emitiu o sinal 1 por causa do ciclone tropical severo

Pelo menos 98 pessoas morreram em aluimentos de terra e inundações causadas por fortes chuvas no sul das Filipinas, disseram esta segunda-feira as autoridades, no dia em que a tempestade tropical Nalgae se afastou do território.

O balanço oficial anterior da agência de gestão de desastres das Filipinas apontava para 48 mortos, 33 feridos e 14 desaparecidos.

A maioria das vítimas foi registada na ilha de Mindanau, no sul do país, zona raramente afetada por tufões e tempestades tropicais.

A Nalgae atingiu a ilha principal de Luzon (norte) durante a noite de sábado para domingo, causando falhas no abastecimento de energia. Na capital, Manila, e em cidades vizinhas registaram-se inundações.

A guarda costeira filipina suspendeu o transporte marítimo em grande parte do arquipélago. As fortes chuvas começaram na quinta-feira à noite na região e o mau tempo obrigou à retirada de mais de sete mil pessoas.

Em média, 20 tufões e tempestades atingem as Filipinas todos os anos. No final de setembro, o tufão Noru matou pelo menos dez pessoas no país, incluindo cinco membros das equipas de resgate.

Macau emite sinal 1 para ciclone tropical severo

Os Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG) de Macau emitiram esta segunda-feira o sinal 1 de alerta de tempestade tropical devido à aproximação do ciclone tropical severo Nalgae.

Depois de ter causado pelo menos 98 mortes nas Filipinas, o Nalgae “está localizado a cerca de 740 quilómetros de Macau, e “espera-se que se mova lentamente para norte, em direção à costa meridional da China”, indicaram os SMG, em comunicado.

De acordo com aqueles serviços, existe uma probabilidade "relativamente alta a moderada" de içar o sinal de alerta número 3 esta noite, prevendo ainda uma probabilidade “moderada” de ser içado o alerta número 8, na quarta-feira, quando a tempestade deverá atingir o ponto mais próximo do território, acrescentaram.

A escala de alerta de tempestades tropicais é formada pelos sinais 1, 3, 8, 9 e 10, emitidos tendo em conta a proximidade da tempestade e a intensidade dos ventos.

Devido à maré astronómica em combinação com a monção de nordeste e a influência do Nalgae, as zonas próximas do Porto Interior "podem sofrer inundações" esta noite, alertaram.

O Nalgae ocorre tarde para a habitual época em que a maioria das tempestades tropicais se formam no oceano Pacífico, entre julho e outubro.

Em setembro de 2018, a passagem do tufão Mangkhut por Macau causou 40 feridos.

Um ano antes, em agosto, o tufão Hato, posteriormente denominado de Yamaneko pelas autoridades locais, tinha causado dez mortos e 240 feridos.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados