Batucada e cravos vermelhos na manifestação de apoio a Lula da Silva

Agência Lusa , PP
25 abr, 10:55

"25 de Abril sempre, fascismo nunca mais" ou "Amor Lula" são algumas das frases que podem ler-se em cartazes empunhados por brasileiros, mas também por portugueses que se juntaram à manifestação

Centenas de brasileiros e portugueses apoiantes de Lula da Silva e da democracia estão hoje reunidos na rua de São Bento, em Lisboa, numa manifestação de apoio ao Presidente brasileiro, que discursa no parlamento português.

"25 de Abril sempre, fascismo nunca mais" ou "Amor Lula" são algumas das frases que podem ler-se em cartazes empunhados por brasileiros, mas também por portugueses que se juntaram à manifestação, que decorre em ambiente animado, com batucada e cravos vermelhos.

À chegada do Presidente brasileiro ao parlamento, os manifestantes entoaram os hinos de Portugal e do Brasil enquanto eram executados pela banda da GNR.

A forma pacífica como está a decorrer a manifestação foi perturbada apenas ao início da manhã por um apoiante do ex-presidente Jair Bolsonaro que tentou passar as proteções e juntar-se aos manifestantes pró-Lula, tendo sido de imediato afastado pela polícia.

A manifestação foi organizado pelo Núcleo do Partido dos Trabalhadores (PT) em Lisboa e por várias outras organizações da comunidade brasileira em Portugal e a ela se juntaram vários portugueses que afirmaram à Lusa ter vindo demonstrar apoio a "um estadista que defende a democracia".

A sessão solene de boas-vindas ao Presidente do Brasil, Lula da Silva, é a última etapa da sua visita de Estado a Portugal, que começou no sábado, e decorre no dia do 49.º aniversário do 25 de Abril, antecedendo a tradicional sessão solene, marcada para hora e meia mais tarde.

Lula da Silva chegou de cravo na lapela à Assembleia da República, ligeiramente atrasado face à hora prevista, pelas 09:39, tendo como ruído de fundo as várias manifestações contra e a favor da sua presença.

Política

Mais Política

Mais Lidas

Patrocinados