O novo presidente da TAP não ia gostar de ver este perfil sobre ele escrito numa folha excel: quem é Luís Rodrigues?

6 mar 2023, 19:58

Governo demitiu os presidentes da TAP e já escolheu o sucessor: Luís Rodrigues

Luís Manuel da Silva Rodrigues foi esta segunda-feira nomeado presidente da TAP, depois de o Governo ter afastado Christine Ourmières-Widener e Manuel Beja devido ao pagamento de 500 mil euros a Alexandra Reis.

Aos comandos da SATA desde o início de 2020 - cargo que acumula desde o início deste ano com a presidência da holding da companhia, numa altura em que se está a preparar a privatização da Sata Internacional -, Luís Rodrigues não tomou posições públicas sobre a privatização da TAP ou sobre o caso Alexandra Reis:

"Aquilo que posso dizer enquanto cidadão é que espero que a vida lhes corra bem, que resolvam os problemas todos e que se tudo correr bem para a TAP então corre bem para todos", afirmou em entrevista ao DN a 3 de março de 2023, adiantando quem ao contrário de Christine Ourmières-Widener, não teve "bónus nenhum". "Não me surpreendeu o bónus que foi anunciado, é assim que a indústria opera, é altamente competitiva."

Já quanto à falta de um novo aeroporto na capital, a posição é diferente: "Preocupa-me. Acho que o problema vai ser resolvido, espero que sim, mas preocupa-me porque condiciona algumas coisas", lamenta, indicando que, por exemplo, qualquer investidor privado que venha a adquirir a SATA vai querer crescer - mas se não puder fazê-lo por limitações da infraestrutura aeroportuária "a coisa perde valor". "Mas acredito que o assunto vai ser resolvido, por mais tempo que demore, tenho esperança que aconteça."

Assumidamente um "apaixonado por aprender", Luís Rodrigues é licenciado em Economia pela então Faculdade de Economia da Universidade de Lisboa, hoje Nova SBE, e possui diversa formação complementar, nomeadamente um MBA pela Nova SBE, um Advanced Management Program pela Harvard Business School (EUA) e o Air Transport Seminar pela School of Engineering da Cranfield University (Reino Unido). E, a par do extenso currículo, o gestor afirma ainda no LinkedIn que a sua motivação é ajudar as pessoas a atingir e superar os seus objetivos. 

Durante o seu percurso, esteve nove anos na Procter & Gamble na área de marketing em Portugal, Áustria, Bélgica e sedes europeias. Posteriormente ocupou cargos de liderança em diversos sectores - como media (TVI/Media Capital), telecomunicações (PT) e publicidade (Fischer). Foi membro de várias associações e foi distinguido em diversas áreas. Em 2009 tornou-se membro do conselho executivo da TAP Portugal, onde atuou durante quase seis anos em Portugal e no Brasil em iniciativas de reestruturação e desenvolvimento de negócios. Desde janeiro de 2020 é presidente e CEO do Grupo SATA, companhia aérea regional localizada no arquipélago dos Açores.

E foi no final de 2022, ano em que a SATA fechou as contas com receitas acima dos 200 milhões de euros pela primeira vez - mais do que o previsto no plano de reestruturação -, que Luís Rodrigues afirmou à Publituris que, fundamentalmente, pretendia "um grupo onde as pessoas sejam felizes a trabalhar”:

"Sem colaborares felizes, não conseguiremos servir bem os clientes, já que não gerimos para a folha excel, gerimos para as pessoas." A "eficácia" foi outro ponto deixado por Luís Rodrigues para o sucesso do grupo, terminando com o facto de a SATA "ter de ser um motor económico e social da e para a região".

Negócios

Mais Negócios

Mais Lidas

Patrocinados