Montenegro revela que Pinto Moreira vai renunciar como vice da bancada do PSD

CNN Portugal , CE - com Lusa
12 jan, 21:24

O líder do PSD explicou que esta decisão foi combinada com Joaquim Pinto Moreira na terça-feira

Luís Montenegro revelou, numa entrevista à SIC Notícias, que Joaquim Pinto Moreira vai renunciar ainda esta quinta-feira como vice-presidente do grupo parlamentar do PSD.

"O deputado Joaquim Pinto Moreira, que é um deputado que eu conheço muitíssimo bem e há muitos anos, vai renunciar hoje mesmo a sua posição enquanto vice-presidente do grupo parlamentar do PSD e como presidente da comissão de revisão constitucional", afirmou. 

O líder do PSD explicou que esta decisão foi combinada com Joaquim Pinto Moreira na terça-feira: "Eu tive uma conversa nesse dia depois das diligências [judiciais] em que ele me procurou, precisamente para tentar perceber o que estava a acontecer".

Na quarta-feira, Pinto Moreira já tinha admitido retirar consequências políticas dependendo dos "termos" de uma eventual constituição como arguido no âmbito da Operação Vórtex.

"Em momento algum prejudicarei o meu partido ou o presidente do meu partido ou o presidente do grupo parlamentar, porque são pessoas absolutamente estranhas a este processo", afirmou em declarações aos jornalistas no Parlamento, assegurando estar de "consciência absolutamente tranquila".

O presidente da Câmara de Espinho, Miguel Reis (PS), um funcionário desta e três empresários foram detidos na terça-feira por suspeitas de corrupção ativa e passiva, prevaricação, abuso de poderes e tráfico de influências na Operação Vórtex.

Nesse mesmo dia, o chefe de gabinete da presidência da Câmara de Espinho, Nuno Cardoso, disse à Lusa que "a investigação incide essencialmente sobre operações urbanísticas realizadas no mandato anterior", versão contestada por Pinto Moreira, que liderou o município entre 2009 e 2021.

Entretanto, esta quinta-feira, Miguel Reis renunciou ao seu mandato como presidente da Câmara Municipal de Espinho, "na sequência das diligências efetuadas no âmbito da Operação Vórtex".

Joaquim José Pinto Moreira foi eleito deputado pela primeira vez nas legislativas de 2022, tendo chegado a vice-presidente da bancada social-democrata na direção de Joaquim Miranda Sarmento, já depois de Luís Montenegro assumir a presidência do PSD.

Recentemente, Pinto Moreira foi indicado pelo PSD para presidir à Comissão Eventual de Revisão Constitucional, que tomou posse em 04 de janeiro.

Pinto Moreira foi um dos principais apoiantes de Montenegro na sua ascensão à liderança, tendo sido um dos poucos militantes destacados presentes quando este, em janeiro de 2019, desafiou o então presidente Rui Rio a convocar diretas antecipadas.

Relacionados

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados