Waldschmidt e a saída do Benfica: «Em Portugal não foi fácil»

2 set 2021, 17:46
Luca Waldschmidt

Avançado explicou à revista Kicker as razões que o levaram a regressar à Alemanha

Depois de uma época em Portugal, Luca Waldschmidt deixou o Benfica e regressou à Alemanha, para representar o Wolfsburgo.

Em entrevista à revista Kicker, o internacional alemão explicou as razões que o levaram a abandonar as águias um ano depois da chegada.

«Os motivos foram sobretudo desportivos. Queria muito regressar à Bundesliga. Em Portugal não foi fácil. Um país novo, longe da família e dos amigos, e a covid-19 ainda dificultou mais. Nem consegui conhecer bem a cidade de Lisboa», afirmou.

«Também viajámos muito no Benfica, de agosto a fevereiro foi sempre a viajar, parecia o futebol inglês. Nem no inverno tivemos férias. Só jogávamos, treinávamos e viajávamos», prosseguiu.

Ainda assim, Waldschmidt diz que aprendeu com a estadia na Luz: «Podem imaginar como é sair da Alemanha para um país onde não sabem falar a língua, apesar de ter sido muito bem-recebido. Mas tenho a certeza que amadureci. Cresci pessoalmente e desportivamente.»

De resto, o objetivo de regressar à seleção também pesou na decisão do avançado de 25 anos, que fez 43 jogos e 12 golos de águia ao peito.

«A seleção também foi um argumento a favor para o meu regresso à Alemanha. O meu objetivo é voltar a ser chamado. Quem já lá esteve, quer ir outra vez. A última vez que o Joachim Low [antigo selecionador] falou comigo foi para me dizer que eu não ia ao Euro…», revelou.

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Mais Lidas

Patrocinados